Ícone Botão
Ingressos
Pular para o conteúdo
Dicas & Atrações

Viagem para Nova York: tudo o que precisa saber

Imagem do autor
por Fabio Angheben

Uma viagem para Nova York é um momento único e especial na vida das pessoas. Visitar a cidade que nunca dorme é sempre fascinante, seja a primeira ou a décima vez.

Por aqui, tem muitas atrações para entreter qualquer perfil de turista, sem contar que novos restaurantes e pontos turísticos são inaugurados o tempo todo.

Se você está se planejamento para vir ou já está com a passagem comprada, leia este post com bastante atenção.

Ele é uma espécie de mini guia de viagem para Nova York e traz tudo o que você precisa saber, desde quanto dinheiro trazer, o que fazer, onde ficar e onde comer.

Ao longo do texto e ao final, também dou algumas dicas bem importantes para que o seu passeio seja um sucesso.

Leia também: onde ficar em Nova York


Quanto custa viajar para Nova York?


vista da estátua da liberdade de nova york, ao lado direito da tela.

Essa pergunta não tem uma resposta definida, porque o valor depende muito do perfil de cada viajante, do que cada um pretende fazer e, principalmente, da época da viagem.

Um ponto que vale explicar é que a Big Apple sofre muito a influência da lei da oferta e da procura.

Isso significa que, quando é alta temporada, os valores de passagem e hospedagem ficam bem mais caros. Já na baixa temporada, entre o inverno e a primavera, é possível viajar pagando menos.

Segue abaixo um check-list básico que representa 90% de uma viagem para Nova York; dessa forma, você terá uma ideia do que compões os gastos:

  1. Passagem área
  2. Hospedagem
  3. Transfer aeroporto-hotel e hotel-aeroporto
  4. Chip celular com internet ilimitada
  5. Seguro viagem
  6. Ingressos das atrações
  7. Transporte
  8. Alimentação


Qual a época mais cara para viajar para Nova York


Nova York na alta temporada

A época mais cara para uma viajar para Nova York é entre julho e setembro e entre novembro e dezembro.

Nesses meses, considerados alta temporada, o valor das passagens aéreas e das hospedagens sobem bastante.

A boa notícia é que o preço das atrações e dos restaurantes não mudam.

Se a sua viagem está marcada para os meses de alta temporada, a melhor forma de economizar é iniciar o planejamento com muitos meses de antecedência.

Após a compra da passagem aérea, já veja os valores dos hotéis nos bairros mais procurados. Caso não esteja dentro do orçamento estimado, faça a busca por bairros com fácil acesso ao transporte público.

Também monte o roteiro de visitas aos pontos turísticos com antecedência, e adquira os ingressos aos poucos, para chegar na data da viagem sem pendências.

Leia também: Nova York em julho


Quando visitar Nova York


A Big Apple é repleta de atividades em todos os meses e consegue encantar os turistas em qualquer época.

O mais importante para quem deseja conhecer a cidade é fazer um planejamento com antecedência, assim, terá informações sobre o clima, a temperatura, o que fazer, onde comer e tudo mais.

Depois, é só escolher a época que mais se encaixa às suas preferências e disponibilidade de tempo e marcar a data da viagem.

Leia também: roteiro de 8 dias em Nova York


Quando é baixa temporada em Nova York?


YouTube video

Os meses considerados de baixa temporada em Nova York são janeiro, fevereiro e março.

Nessa época, a cidade não fica totalmente vazia, mas recebe um número bem menor de visitantes do que o restante do ano por causa do inverno e das baixas temperaturas.

Para quem não se importa em enfrentar o frio, viajar nos três primeiros meses do ano é uma boa oportunidade para conhecer a cidade que nunca dorme sem gastar muito.

Leia também: clima em Nova York


Quando é alta temporada em Nova York?


De abril até dezembro é considerado alta temporada em Nova York.

Os meses de julho e agosto, férias na Europa e nos EUA, são os mais agitados do verão, com centenas de atividades, pessoas nas ruas e o clima favorável para eventos ao ar livre.

Setembro é muito movimentado devido ao US Open de Tênis, New York Fashion Week, começo da temporada de futebol americano, finais de baseball e muitos outros eventos.

Em outubro e novembro a cidade também enche, já na preparação para o final do ano. E dezembro é aquela loucura devido ao clima natalino.


Clima em Nova York


Em Nova York, o clima é temperado e as estações do ano são bem definidas. Isso significa que, quando é verão, faz bastante calor e, quando é inverno, faz bastante frio.

Pela sua posição geográfica, a cidade, especialmente a área da ilha de Manhattan, acaba sendo mais sensível aos fenômenos meteorológicos, como nevascas, tempestades e calor muito úmido.

Para quem vai viajar para cá, a melhor forma de conhecer o clima é consultar a temperatura conforme o mês da visita. As médias históricas ajudam a saber mais do que vai encontrar e, dificilmente, existe uma grande mudança.


Estações do ano em Nova York


As estações do ano em Nova York são bem definidas e invertidas com as do Brasil. Confira a seguir um breve resumo sobre cada uma delas:

  • Primavera (21/03 a 20/06): época de temperaturas mais agradáveis e bem chuvosa.
  • Verão (21/06 a 20/09): os termômetros passam dos 30° e a umidade aumenta a sensação térmica. Chove bastante na cidade nesta estação.
  • Outono (21/09 a 20/12): as temperaturas começam a cair e pode chover, mas ainda não há risco de neve.
  • Inverno (21/12 a 20/03): geralmente, os dias são de céu azul, mas com temperaturas congelantes, abaixo de zero. A neve é presença garantida nesta época.

Leia também: estações do ano em Nova York


Temperatura em Nova York


Nova York tem uma infinidade de atrações por mês, dependendo da época que a viagem for feita, há possibilidade de participar de atrações especificas do mês.

Resolvi dividir este tópico pelos meses do ano, pois assim fica mais fácil explicar e te ajudar no planejamento da sua viagem.

  • Janeiro: é um dos meses mais frios do inverno de Nova York. A temperatura média fica entre -3º e 4ºC, chove em média 8 dias e neva em média 3 dias.
  • Fevereiro: o segundo mês do ano também é marcado pelo frio intenso, com temperatura média entre -2° e 6ºC. Chove em média 7 dias e neva em média 3 dias.
  • Março: marca o fim do inverno, porém, ainda com temperaturas baixas e dias chuvosos. A temperatura média é de 2° a 11°C. A média de dias com chuva é de 8 e, de neve, 1.
  •  Abril: já é primavera, mas segue fazendo frio. A temperatura média é entre 7° e 18°C. A média de dias com chuva são 8 e, de neve, 0.
  • Maio: é marcado pelo clima ameno e temperaturas mais agradáveis. A temperatura média é entre 12° e 22°C. A média de dias com chuva é de 8 e, de neve, 0.
  • Junho: é um mês de temperaturas altas e clima úmido, com dias bastante chuvosos, por causa do início do verão. A temperatura média é entre 18° e 27°C. A média de dias com chuva é de 8.
  • Julho: é o mês mais quente do ano em Nova York. A temperatura média é entre 20° e 29°C. A média de dias com chuva é de 8.
  • Agosto: é marcado pelas temperaturas elevadas, muito calor nas ruas e clima úmido. A temperatura média é entre 20° e 29°C e a média de dias com chuva é de 7.
  • Setembro: mês de temperaturas agradáveis. A temperatura média é entre 16° e 25°C e a média de dias com chuva é de 7.
  • Outubro: os termômetros começam a registrar queda, mas o clima ainda é agradável. A temperatura média é entre 10° e 18°C e média de dias com chuva é de 6.
  • Novembro: ainda não é inverno, oficialmente, mas as temperaturas caem bastante. A temperatura média é entre 6° e 13°C, a média de dias com chuva é de 7 e a média de dias com neve é de 1.
  • Dezembro: mês de temperaturas bem baixas. A temperatura média é entre 0° e 7°C. A média de dias com chuva é de 8 e, de neve, de 2.

Aeroportos de Nova York


Os três os aeroportos mais próximos de Nova York:

JFK

LaGuardia

Newark

Um ponto positivo de todos é que eles contam com um eficiente sistema de transporte, o que facilita o caminho de ida e volta até o hotel ou outro local.

A seguir, destaco algumas informações sobre cada um deles.



Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK)


YouTube video

Fica no distrito do Queens, a 30 quilômetros de Manhattan. Possui oito terminais para atender voos de todas as partes do mundo.

Sua estrutura é excelente e muito completa, com wi-fi gratuito, caixa eletrônico, lojas, restaurantes, lanchonetes e baggage storage.

Leia também: dicas aeroporto de JFK


LaGuardia


Distante 14 quilômetros do coração de Nova York, o LaGuardia também está localizado no distrito do Queens.

Ele atende somente voos domésticos ou de conexão dentro dos EUA. Conta com 4 terminais identificado por A, B, C e D e tem estrutura de wi-fi, estações para carregar o celular, restaurantes, lanchonetes, cafés e lojas. Não tem local para guardar as malas.

Leia também: dicas aeroporto LaGuardia


Newark


YouTube video

O aeroporto internacional Newark (EWR) fica na cidade de Newark, em New Jersey, a 31 quilômetros de Manhattan.

Tem apenas três terminais, mas é muito grande internamente. Em relação à estrutura, possui wi-fi, caixa eletrônico, restaurantes e lojas. Não disponibiliza o serviço de guarda-malas.

Leia também: dicas aeroporto de Newark


Transfer brasileiro em Nova York


Transfer é uma modalidade de transporte de passageiros do aeroporto até a porta da hospedagem e vice-versa, de forma compartilhada ou privativa.

São muitas as empresas que oferecem esse serviço nos aeroportos de Nova York, inclusive com motoristas que falam português.

Totalmente personalizado, o transfer atende qualquer quantidade de passageiros e malas. O funcionamento é 24 horas, independentemente do horário do voo, e o motorista aguarda no saguão com placa de identificação.

Para receber um orçamento, preencha o formulário abaixo com os dados da sua viagem. A agência entra em contato em até 48 horas com os valores e informações.


Onde ficar em Nova York


hoteis em nova york

Para saber onde ficar em Nova York é preciso entender com a cidade é dividida.

Ela é formada por cinco boroughs (ou distritos). São eles:

A ilha de Manhattan, que todo mundo confunde com a própria Big Apple, é o local mais indicado para se hospedar. Isso porque é lá que ficam a maioria das atrações, lojas e restaurantes.

Vale salientar que essa parte da cidade também tem as suas divisões. São elas:

  • Upper Manhattan: fica na face norte e engloba o Upper West Side, o Upper East Side e o Harlem, além de outros bairros.
  • Midtown Manhattan: é onde tudo acontece em Nova York. Na sua área central estão concentradas as principais atrações, hotéis e restaurantes.
  • Lower Manhattan: também conhecida como Downtown, a região sul de Manhattan é onde fica o centro financeiro de Wall Street.

Melhor lugar para ficar em Nova York 


Agora que você já sabe quais são os distritos da Big Apple e as divisões de Manhattan, vou direto ao ponto: o melhor lugar para ficar em uma viagem para Nova York é Midtown Manhattan.

A região começa na 14th Street e termina na 59th Street. E, para hospedagem, prefiro indicar a área entre a 42nd Street e a 59th Street, entre a Oitava e a Quinta Avenidas.

Isso por causa da facilidade para o deslocamento diário, ainda mais para o turista de primeira viagem.

Este local lá tem muitas atividades para fazer a pé, restaurantes e atrações, além de ser seguro, com muito policiamento e movimentado a qualquer hora do dia e da noite.


Melhores hotéis de Nova York 


Indicar os melhores hotéis em Nova York não é tarefa nada fácil, afinal, a cidade conta com mais de 400, dos mais variados tipos e para todos os bolsos.

Mas, ao longo de todos esses anos do blog, consegui identificar os lugares para ficar com melhor custo-benefício para os viajantes. Para isso, levo em conta localização, conforto, atendimento e valor da diária.

Os hotéis em Nova York que indicamos são:

  • RIU Plaza New York Times Square: é um hotéis dos mais reservados da cidade. Tem excelente localização e café da manhã incluso na diária. Valor médio da diária: $150 a $200.
  • RIU Plaza Manhattan Times Square: hotel da rede RIU, fica a 30 metros da Times Square e tem café da manhã incluído na diária. Valor médio da diária: $150 a $200
  • Hard Rock Hotel New York: luxuoso hotel da rede Hard Rock, com muitas amenidades nos quartos e excelente localização. Valor médio da diária: $200 a $250
  • Civilian Hotel: hotel boutique no Hell’s Kitchen, ao lado de diversos restaurantes e próximo da Times Square. Valor médio da diária: $180 a $250.
  • Pod Times Square: outra hospedagem bastante reservada pelos turistas, com diárias acessíveis e ótima localização, na 42nd Street. Valor médio da diária: $130 a $200
  • Hotel Beacon: hotel com cozinha no Upper West Side, bairro residencial, ideal para família com crianças. Valor médio da diária: $180 a $250
  • MSocial Times Square: antigo Novotel Times Square. Possui quartos confortáveis e muitos com vista para a cidade. Valor médio da diária: $180 a $250.
  • Hilton Garden Inn New York Times Square North: a rede Hilton Garden Inn tem quartos confortáveis com valores acessíveis e ótima localização. Valor médio da diária: $130 a $200.
  • Hyatt Grand Central New York: é um dos maiores hotéis da cidade. Fica ao lado do Grand Central Terminal. Valor médio da diária: $200 a $250.
  • Club Quarters Hotel Grand Central: localizado ao lado do Grand Central, o hotel tem quartos confortáveis e ótima estrutura. Valor médio da diária: $150 a $200.
  • Motto by Hilton New York City Chelsea: hotel novinho no bairro do Chelsea, com vista para a cidade. Indicado para quem quer ficar fora do circuito turístico. Valor médio da diária: $150 a $200.
  • Gansevoort Meatpacking: hotel com amenidades luxuosas e ótima estrutura para os hóspedes. Fica no Meatpacking District. Valor médio da diária: $300 a $350.
  • Pod 51: hotel funcional, com quartos pequenos, mas boa localização e estrutura. Valor médio da diária: $120 a $180.
  • Hilton Garden Inn NYC Financial Center/Manhattan Downtown: fica perto do Distrito Financeiro de Nova York. Tem diárias mais baratas. Valor médio da diária: $120 a $150.


Qual a voltagem e a tomada dos hotéis em Nova York?


A voltagem na Big Apple é 110V. Até aí, nenhum problema. A situação se complica quando o assunto é a tomada, já que o padrão adotado pelos Estados Unidos é diferente do brasileiro.

As tomadas aqui têm os pinos achatados, totalmente incompatíveis com os aparelhos eletrônicos produzidos no Brasil.

Se você vai fazer uma viagem para Nova York e não quer ter dor de cabeça com essa questão, recomendo que traga um adaptador – é encontrado em qualquer casa de equipamentos elétricos ou nas grandes lojas de casa e construção.

Se preferir comprar nos Estados Unidos, farmácias como Walgreens ou Duane Reade vendem a peça com preços acessíveis.


Os hotéis em Nova York têm café da manhã incluso?


Ao contrário dos hotéis do Brasil, os de Nova York não têm a prática de oferecer café da manhã. E os poucos que oferecerem ainda cobram à parte por essa refeição, o que torna mais barato comer fora.

Mas como toda regra têm exceção, essa também tem. Há duas hospedagens na Big Apple com excelente café da manhã incluído na diária, ambas são da rede RIU Plaza:

Esses dois hotéis são ótimos, bem localizados, novos e muito procurados. O café da manhã é no estilo buffet para comer à vontade. Ah, e ele pode tanto ser incluido na diária quanto contratado à parte, apenas nos dias desejados (custa $19,99 por pessoa).

Para quem quiser economizar na viagem para Nova York, uma boa dica é escolher hotéis com cozinha, com equipamentos para preparar a refeição no quarto.

Confira a lista do que se encaixam nessa categoria:


Quanto levar de dinheiro para Nova York


Viajar para outro país não é algo barato. Além dos gastos com passagem e estadia e outros itens, há os do dia a dia no local, sendo os principais com alimentação, transporte e passeios, como destaquei um pouco antes.

No caso de Nova York, a cidade é famosa por ter os valores dos serviços acima da média dos Estados Unidos. Por isso, é preciso planejamento. Mas antes disso vale descobrir qual o seu perfil de turista.

No geral, são 3 os tipos:

  • Econômico: economiza em tudo
  • Controlado: gasta apenas o planejado
  • Emocionado: gasta além do previsto

Ao entender onde você se encaixa, fica mais fácil saber o quanto levar de dinheiro.

De toda forma, o custo diário em Nova York fica mais ou menos em $150 dólares. Nesse cálculo estão incluídos:

  • 3 refeições por dia
  • 4 deslocamentos de metrô por dia
  • 2 atrações por dia

Mas claro que o quanto levar de dinheiro para Nova York vai variar conforme o local escolhido, a época em que a viagem será realizada, os motivos da viagem e o quanto você pode e quer gastar.

Uma forma de fugir da variação do dólar é aproveitar a cotação mais baixa da moeda e adquirir o máximo de atrações e ingressos que conseguir. Outra forma é guardar o dinheiro da viagem em uma conta em dólar, assim não vai sofrer a alteração cambial.

Compre aqui seus ingressos das atrações em Nova York


Como abrir uma conta em dólar?


Você sabia que os brasileiros podem abrir uma conta nos Estados Unidos em dólar para usar durante a viagem?

A Nomad Global tem esse serviço, que é muito utilizado pelos turistas brasileiros.

A Conta Nomad é 100% gratuita e permite a compra de dólares em cotação comercial e o pagamento de produtos e serviços com um cartão de débito físico ou virtual no exterior.

É uma baita facilidade para o viajante, que não precisa andar com muito dinheiro em espécie e nem usar o cartão do Brasil, que costuma cobrar altas taxas pelas compras fora do país.

Você pode abrir a sua conta Nomad pelo aplicativo.

Clique aqui e abra a sua conta

Ao realizar a abertura, utilize o cupom DICASNOVAYORK para ganhar 2% de cashback, limitado a $20 dólares, após fazer a primeira remessa.

O valor da remessa tem que ser realizado em até 15 dias após a abertura da conta.


Nova York não aceita dinheiro em espécie?


A grande maioria dos lugares aceita sim, inclusive notas de $100 dólares.

Porém, alguns estabelecimentos, restaurantes e atrações optam por não receber dinheiro em espécie por razões particulares. Geralmente, essa informação está sinalizada na porta do local.

Mas, para evitar problemas, sempre pergunte antes de consumir ou fazer qualquer compra. Além disso, adquira um cartão de débito/crédito em dólar para não precisar carregar dinheiro e sacar em espécie quando for necessário.

Aqui, novamente indico a Nomad. Para abastecer o seu cartão, a cotação é:

– Dólar comercial do dia, que é bem mais em conta que a cotação do turismo

– 1,1% de IOF

– + 2% de spread (taxa de serviço)

Isso representa uma economia de até 10% em comparação a um cartão de crédito internacional comum (que cobra 6,38% de IOF + 4 a 7% de spread).

Abra a sua conta hoje mesmo, e use o cupom DICASNOVAYORK para ganhar 2% de cashback, limitado a $20 dólares, após fazer a primeira remessa.


CHIP T-MOBILE | INTERNET ILIMITADA

Compre o chip de celular no Brasil com desconto de 10% e chegue nos EUA com internet ilimitada. Utilize o cupom: DICASNOVAYORK
 

Roteiros em Nova York


Montar um roteiro é fundamental para quem vai viajar para Nova York, ainda mais se for a primeira vez.

Com um bom planejamento, mesmo em poucos dias, o visitante consegue conhecer muitas atrações, aproveitar melhor o tempo e, principalmente, economizar nas atividades.

O importante é apenas dividi-lo em regiões, para evitar grandes descolamentos e gastos desnecessários, e não se preocupar em fazer tudo, porque isso é praticamente impossível.


Quantos dias ficar em Nova York?


Essa é uma das dúvidas mais comuns do planejamento da viagem para a Big Apple.

Sabemos que cada pessoa determina o período do seu passeio levando em conta vários fatores, em especial o tempo e o dinheiro que tem disponível. Mas no geral, o turista brasileiro costuma ficar 7 dias na cidade.

Dizer que isso é suficiente para conhecer tudo, será uma mentira. Afinal, Nova York tem tanta coisa para fazer, e em qualquer época do ano, que nem quem mora aqui a vida toda consegue conhecer tudo o que ela oferece.

No entanto, uma semana é um bom período para visitar as principais atrações sem precisar ficar na correria.

A sugestão é que você comece o planejamento com alguns meses de antecedência, para elaborar um roteiro eficiente, e, quando tiver tudo definido, faça a compra ou a reserva dos ingressos.

No blog, temos diversos roteiros gratuitos para te ajudar a fazer o melhor passeio. Separei alguns deles:


O que fazer em Nova York?


summit

Como já comentei, Nova York tem tanta coisa para fazer que não existe a menor possibilidade de incluir tudo em uma única viagem.

O recomendado é começar o planejamento com meses de antecedência, buscando os principais pontos turísticos e, assim, elaborar um roteiro eficiente para conseguir aproveitar cada segundo da metrópole que nunca dorme.

Ah, e antes que você prossiga com a leitura, deixo aqui uma indicação extra: nos locais com entrada paga, compre os ingressos antecipados para fugir das filas na bilheteria e garantir a sua entrada.


Pontos turísticos de Nova York


A Big Apple é conhecida por ser uma cidade versátil, com atividades o ano inteiro e para todos os perfis de viajantes.

São diversos os pontos turísticos para se visitar. Listei alguns que você deve incluir no seu roteiro: 

  • Times Square

Frenética, colorida e iluminada, a avenida fica no Theater District (onde estão os principais teatros da Broadway) e recebe mais de 300 mil pessoas por dia. 

A escadaria vermelha e o museu de cera Madame Tussauds são algumas das atrações imperdíveis no local.

  • Central Park

um dos parques urbanos mais famosos do planeta. Vale a pena tirar um tempinho para caminhar por lá. Para quem gosta de pedalar, a dica é alugar uma bicicleta e curtir as ciclovias internas.

O parque é enorme (ocupa 51 quarteirões da região de Manhattan) e cheio de atividades em todas as estações.

  • Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade fica em uma ilha chamada Liberty Island. Para chegar até lá, é preciso pegar um barco e percorrer um trajeto de aproximadamente 15 minutos. 

O passeio é bem interessante, em qualquer época do ano, mas precisa reservar os ingressos com antecedência e horário marcado para evitar as filas de acesso ao barco que são muito concorridas.

  • Museu de História Natural

Localizado ao lado do Central Park, o Museu Americano de História Natural fica perto do Central Park e é famoso pelos esqueletos de dinossauros, a baleia azul no teto e as exposições sobre a vida na Terra.

O Museu de História Natural não tem mais a opção de contribuição sugerida, pagar o quanto quiser pela entrada.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horário marcados para evitar filas.

Clique aqui para informações e comprar o ingresso

  • The Metropolitan Museum of Art

O The MET é um museu enorme na 5ª avenida que tem obras de vários lugares e épocas. Destacam-se as peças do Egito Antigo e as armaduras medievais.

The Met não tem mais a opção de contribuição sugerida, pagar o quanto quiser pela entrada, e não está incluído em nenhum passe de atrações de Nova York.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horário marcados para evitar filas.

Clique aqui para informações e comprar o ingresso

  • Memorial e Museu do 11 de Setembro

Atualmente, o local que abrigava as duas torres do World Trade Center presta uma homenagem emocionante às vítimas do atentado terrorista ocorrido em 11 de setembro de 2001.

O acesso ao Museu do 11 de setembro é pago e os ingressos são vendidos antecipadamente.

Clique aqui para reservar os ingressos do museu

  • Brooklyn Bridge

O trajeto tem um pouco menos de 2 quilômetros e é feito pela parte de cima da ponte – por isso, não é preciso se preocupar com os carros e até mesmo com as bicicletas que agora tem uma ciclovia exclusiva na lateral da ponte. 

O melhor de tudo é que o passeio pela Ponte do Brooklyn é totalmente gratuito.

  • The High Line

O High Line um parque construído a partir de uma antiga linha de trem. o complexo a céu aberto percorre um trajeto de 2,33 km por cima do bairro do Chelsea.

É uma verdadeira intervenção urbana com construções modernas e várias obras de artistas de rua.

  • Grand Central Terminal

Com 44 plataformas e uma decoração impressionante, o Grand Central Terminal é a maior estação ferroviária do mundo. O local é tão grande que parece até um shopping, com direito a lojas e restaurantes. 

A visita é gratuita, mas quem quiser explorar mais e conhecer as histórias e segredos do Grand Central Terminal pode optar por um tour pago com guias locais. 

Clique aqui para informações e reservar o tour

  • Empire State Building

Empire State Building é um dos pontos turísticos mais famosos de Nova York.

O observatório principal fica no 86º andar, onde dá para ter uma visão 360° da cidade.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horário marcado para evitar filas na atração.

Clique aqui para informações e reservar o ingresso

  • Rockefeller Center

Com diversas lojas e restaurantes, o complexo do Rockefeller Center se destaca por ser um dos centros comerciais mais importantes e movimentados da Big Apple.

Destaque para o observatório Top of the Rock com vista 360º no coração de Manhattan e terraço à céu aberto.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horários marcados para evitar filas na atração.

Clique aqui para informações e ingressos

  • One World Trade Center

No complexo do World Trade Center está localizado o One World Observatory, o prédio mais alto do hemisfério ocidental com incríveis 541 metros de altura ou 1776 pés, o ano da Independência dos EUA.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horários marcados para evitar filas na atração.

Clique aqui para informações e reservar seu ingresso

  • Summit One Vanderbilt

A proposta do Summit One Vanderbilt é ser uma verdadeira imersão cultural nas alturas, e não apenas um simples observatório.

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horários marcados para evitar filas na atração.

Clique aqui para informações e reservar o ingresso

  • Touro de Wall Street

O Charging Bull é o símbolo de Wall Street, a famosa Bolsa de Valores de Nova York. Localizada ao lado do Bowling Green Park, a escultura de bronze tem 3,5 toneladas e pode ser visitada gratuitamente.

A dica é ter paciência para a fila das fotos que é sempre bem grande.

  • Intrepid Sea, Air & Space Museum

Intrepid Sea, Air & Space Museum reúne aviões, helicópteros e máquinas usadas em missões espaciais e guerras. É um passeio muito bacana para os fãs de história. 

Os ingressos são vendidos antecipadamente com data e horários marcados para evitar filas na atração.

Clique aqui para informações e comprar o ingresso

  • Little Island

parque flutuante Little Island é uma das atrações mais recentes de Nova York.

Construído em cima do Hudson River, o parque tem entrada gratuita.

Clique aqui e confira nosso vídeo no Youtube


Atrações imperdíveis em Nova York


Nova York é uma cidade em constante renovação. A cada ano, novas atrações são criadas e novos empreendimentos são construídos.

Ainda assim, têm os pontos principais que precisam estar na lista de qualquer visitante, sobretudo se for a primeira vez na cidade.

As atrações mais visitadas de Nova York são:

  • Estátua da Liberdade: cartão postal da Big Apple, fica na ilha de Liberty e pode ser vista de vários pontos. O acesso é realizado somente por meio de barco e é preciso reservar o ingresso com antecedência.
  • Times Square: é basicamente o coração da cidade. É lá que toda a agitação acontece. Dentre as suas principais atrações estão a escadaria vermelha (Father Duffy Square), o museu de cera Madame Tussauds e as muitas lojas de marcas famosas.
  • Central Park: considerado o pulmão de Nova York, o parque ocupa 51 quarteirões da região de Manhattan e é cheio de atividades o ano inteiro.
  • Ponte do Brooklyn: com 1.834 metros, ela fica suspensa sobre o East River, ligando Manhattan e Brooklyn. Atravessá-la é um passeio imperdível e superseguro.
  • High Line: é uma mistura de parque com galeria de arte a céu aberto. Foi criado a partir de uma antiga linha ferroviária desativada, com trilhos a 10 metros de altura, e fica sobre as ruas do West Side, em Manhattan.
  • Museu de História Natural: fundado em 1869, abriga a mais vasta coleção de fósseis do mundo. São cinco pavilhões e 42 salas para visitar, com exposições permanentes e outras itinerantes.
  • Museu do 11 de Setembro: está localizado exatamente nas fundações das antigas torres do World Trade Center. Conta com exposições e exibições multimídias que retratam como foram planejados os ataques terroristas.
  • Summit One Vanderbilt: o observatório proporciona uma verdadeira imersão cultural nas alturas. Tem três andares de atividades interativas para os visitantes.
  • World Trade Center: o complexo abriga diversas atrações, como o One World Obervatory, o 9/11 Memorial Plaza e o Museu do 11 de Setembro.

Compre aqui seus ingressos das atrações em Nova York


Quais atrações em Nova York precisam de reserva?


Prédio The One em Nova York cercado por árvores do outono

Muitos dos principais pontos turísticos de Nova York necessitam da compra antecipada dos bilhetes, uma medida que ganhou mais relevância depois da pandemia.

Neste período de covid-19, os passeios começaram a exigir o agendamento de data e horário para saber exatamente a quantidade de pessoas no local e, com isso, evitar aglomeração e superlotação.

Mesmo depois da queda no número de casos da doença nos Estados Unidos, o procedimento foi mantido como uma forma de segurança e, também, de adequação as novas regras.

Confira as atrações que precisam de reserva:

Leia também: observatórios de Nova York


Passes de atrações de Nova York


go city explorer pass

Uma forma de gastar menos nas entradas é comprar um cartão de atração como o Go City New York, que dá acesso aos lugares mais visitados e oferece vantagens.

O passe ajuda a ganhar tempo, pois não enfrenta filas para comprar os bilhetes, e dinheiro, pois os ingressos combinados saem mais baratos do que adquiridos separadamente nas bilheterias.

O Go City New York permite que o viajante escolha a quantidade de atrações que quer visitar na lista de mais de 100 atividades incluídas no passe.

A única seleção é no momento da aquisição do passe entre 2, 3, 4, 5, 7, 10 ou 12 atividades.

A dica é verificar a lista de atrações que deseja conhecer e comprar o passe com o número correto de lugares para aproveitar durante a viagem.

Algumas atrações do Go City New York:

  • Estátua da Liberdade
  • Museu do 11 de Setembro
  • Observatório do One World Trade Center
  • Museu de História Natural
  • Passeio de barco da Circle Line
  • Observatório Edge
  • Ônibus panorâmico hop-on hop-off
  • Intrepid Sea, Air & Space Museum
  • Observatório do Empire State Building
  • MoMa
  • Madame Tussauds – Museu de Cera
  • Rise NYC
  • Observatório Top of the Rock

São mais de 100 atividades entre atrações, passeios e tours guiados para economizar.

Clique aqui para saber mais e adquirir o Go City


O que comer em Nova York?


YouTube video

Nova York é a capital mundial da gastronomia. Para você ter uma ideia, algumas pesquisas estimam que existam na cidade mais de 25 mil restaurantes, lanchonetes, bares e barracas de rua.

Há opões para os mais diversos perfis de visitantes, desde o que querem comer bem gastando pouco, passando pelos que buscam comida saudável, até os que desejam conhecer os estabelecimentos mais estrelados do planeta.

Se você quiser, dá para vir para cá só para fazer um tour gastronômico. Mas, mesmo este não sendo o seu propósito, vale a pena incluir alguns lugares tradicionais no seu roteiro.


Comidas típicas de Nova York


Toda cidade tem suas comidas típicas. Nova York não é diferente.

Por aqui, a diversidade cultural inspira chefes do planeta todo a abrirem restaurantes e lanchonetes ou até mesmo a vender comida na rua.

Dentre os pratos mais característicos da Big Apple, destaco:

  • Hot dog
  • Donut
  • Pretzel
  • Bagel Egg and Cheese
  • Pizza em pedaço
  • Cheesecake
  • Cupcake
  • Sanduíche de Pastrami
  • Burger
  • Halal Food
  • Eggs Benedict

 Não deixe de prová-los e depois conte o que achou.


Vale a pena viajar para Nova York?


o que não fazer em nova york

Com certeza a resposta é sim! Uma viagem para Nova York é uma experiência única e emocionante.

Com uma grande variedade de atrações, opções de acomodação e culinária, a cidade tem algo a oferecer para todos.

Planejar sua viagem com antecedência, escolher as atrações que deseja visitar e se preparar para caminhar muito são algumas das principais dicas para aproveitar sua viagem ao máximo.

E não deixe de experimentar alguns dos pratos icônicos da cidade, como pizza, bagels e cheesecake.

Além disso, é importante lembrar que Nova York é uma cidade grande e movimentada, então, é importante tomar precauções de segurança. Esteja ciente de seus arredores, evite áreas perigosas e fique alerta para possíveis golpes.

Em resumo, uma viagem para Nova York pode ser uma das melhores experiências de viagem da sua vida. Com sua vibrante cena cultural, culinária deliciosa e atrações icônicas, a cidade é um destino que vale a pena visitar pelo menos uma vez na vida.


Dicas para viajar para Nova York


Compilei as principais dicas para quem está planejando uma viagem para Nova York. Confira:

  • Compre ingressos com antecedência para evitar filas e garantir sua entrada em atrações populares.
  • Use o transporte público para se locomover pela cidade, já que o trânsito pode ser intenso e estacionamento é caro.
  • Leve calçados confortáveis para caminhar, já que Nova York é uma cidade onde muitas coisas podem ser feitas a pé.
  • Esteja ciente dos golpes comuns em turistas, como pessoas que tentam vender ingressos falsos ou pedem dinheiro.
  • Fique atento aos horários de funcionamento de museus e outras atrações, já que alguns podem fechar em dias específicos da semana.
  • Confira a forma de pagamento dos estabelecimentos.
  • Não viagem sem um seguro e chip de internet.


Seguro viagem para Nova York


Contratar um seguro viagem é essencial, tanto quanto comprar a passagem aérea e reservar a hospedagem.

Esse tipo de produto contempla vários serviços, com valores de coberturas estipulados conforme a necessidade, para atender alguma eventual emergência que o viajante venha a ter.

E essa emergência não precisa necessariamente ser médica ou hospitalar. Pode ser, por exemplo, extravio de malas, perda de documentos, cancelamento de voo ou regresso antecipado.

Sem esse produto, quando uma situação inesperada acontece, quem arca com todos os gastos é turista, o que pode resultar em um enorme prejuízo financeiro e comprometer todo o passeio.

Mas, ao sair do Brasil com um seguro viagem, isso não acontece. Você paga apenas pela sua contratação e, depois, não precisa se preocupar com mais nada – apenas em curtir a viagem.

Clique aqui e faça uma cotação gratuita do seguro viagem


Seguro viagem é obrigatório?


O seguro viagem não é obrigatório para entrar em Nova York, contudo é fundamental contratá-lo porque o atendimento médico e hospitalar nos EUA é caríssimo.

A questão é que no país não existe assistência de saúde pública como no Brasil, e todos pagam por consultas e procedimentos de forma privada.

Um seguro viagem não custa nem 2% do valor total investido para fazer uma viagem para Nova York, mas um atendimento de emergência em um hospital pode custar mais de $7 mil dólares.

Por isso, a recomendação é não viajar para qualquer lugar dos EUA sem o seguro viagem contratado com antecedência.

Clique aqui e faça uma cotação gratuita do seguro viagem


Chip de celular internacional


roteiro de 8 dias em nova york

Ter internet disponível no celular é muito importante para consultar mapas, horários das atrações, vouchers e ingressos, conferir as redes sociais e usar o Whatsapp.

A melhor opção é chegar em Nova York já com o chip habilitado para utilização da internet com dados ilimitados para não se preocupar.

Minha dica é adquirir o chip de internet ilimitada com antecedência para receber no seu endereço do Brasil, antes da viagem, e com 10% de desconto.

Utilize o cupom DICASNOVAYORK antes de efetuar o pagamento.

Clique aqui para informações e valores

O desconto é válido para o chip de internet ilimitada e não é cumulativo com as outras promoções do site.


Tem wi-fi gratuito em Nova York?


Tem wi-fi gratuito em Nova York em vários bares, cafeterias, restaurantes e espaços públicos. Porém, não é recomendado utilizá-lo por questões de segurança.

Hoje em dia, os celulares carregam dados importantes de acesso a banco, senhas e cartões de crédito. A internet gratuita tem vulnerabilidades e o aparelho pode ser facilmente invadido por hackers.

Por isso, reitero a necessidade de comprar um chip de dados com internet ilimitada. Dessa forma, você poderá acessar a rede mundial de computadores sem preocupação e quando, onde e como quiser.


Guia de Bairros de Nova York


O Dicas Nova York tem um e-book com mais de 200 páginas com todas as informações que você precisa para conhecer melhor a cidade. No e-book você encontrará:

  • Dicas testadas e aprovadas nos 5 distritos da Big Apple;
  • Panorama geral sobre os principais bairros;
  • Listas do que fazer em Nova York, onde comer e onde ficar;
  • Como utilizar o metrô;
  • Uso do Google Maps na locomoção diária;
  • Cupons de descontos para economizar.

Clique aqui para adquirir o Guia de Bairros de Nova York

Guia de Bairros de Nova York é sempre atualizado e totalmente interativo, para navegação em qualquer celular, tablet ou computador.


PLANEJAMENTO DE VIAGEM

GUIA DE BAIRROS: e-book com dicas do que fazer, onde comer e onde ficar

INGRESSOS: atrações de Nova York em reais e cancelamento grátis

CHIP EUA: compre no Brasil com 10% de desconto. Cupom DICASNOVAYORK

SEGURO VIAGEM: faça uma cotação e contrate o seguro com 15% de desconto.

MELHOR PASSE DE ATRAÇÕES:  Go City 5% desconto. Cupom GO5DICAS 

HOSPEDAGEM: lista com os melhores hotéis para ficar em Nova York

TRANSFER AEROPORTO: com motorista brasileiro e atendimento personalizado

CONTA EM DÓLAR: de graça na NOMAD e ganhe até $20. Cupom DICASNOVAYORK

Chip de Internet Anuncio
Seguro Viagem Anuncio

Publicações da mesma categoria

ingressos da broadway
Dicas & Atrações Ingressos Broadway: onde comprar e shows em cartaz
Se você está a procura de ingressos da Broadway, esse post vai te ajudar. Porque o assunto musicais da Broadway é uma das nossas especialidades. Conhecemos os teatros, as peças em cartaz e tudo sobre as produções. Esse mundo mágico dos espetáculos nos palcos de Nova York encantam milhões de espectadores todos os anos e
Compras Loja de eletrônicos em Nova York: dicas das melhores
Visitar loja de eletrônicos em Nova York sempre faz parte da programação de quem viaja para a Big Apple. O fato é que estes estabelecimentos contam com preços bastante atrativos – ainda mais se comparados com os praticados no Brasil – e grande variação de produtos. É possível escolher entre uma variedade de lojas, desde
ingressos nba
Dicas & Atrações Ticketmaster é confiável? Como comprar ingressos
A Ticketmaster é uma das maiores empresas de venda de ingressos do mundo, presente em mais de 20 países. Desde a sua fundação, em 1976, já vendeu bilhões de ingressos para shows, eventos esportivos e peças de teatro, entre outros. Mas, apesar da longa trajetória de sucesso, muita gente ainda tem dúvidas sobre a companhia,
Guia de Bairros

Melhor guia de Nova York com mais de 200 páginas

Está precisando de uma ajuda para planejar a sua viagem para a Big Apple? Então, não deixe de conferir o melhor guia de Nova York.

Acessar o guia
Fabio Angheben
Fabio Angheben

Fábio Angheben é jornalista, criador do Dicas Nova York e marido da Voz da Consciência.
Apaixonado pela Big Apple, estuda muito e conhece em detalhes todas as ruas, histórias dos prédios, atrações e sonha um dia experimentar todos os hambúrgueres da cidade. Vive e respira Nova York todos os dias. Por isso, conta suas experiências no blog com muito carinho e atenção nos detalhes. Seu olhar ainda é de turista (talvez nunca perca isso) e adora trocar ideias sobre as experiências vividas em Nova York.

 

Voz da Consciência tirando foto da Estátua da Liberdade ao fundo Giovanna Criscuolo
Giovanna Criscuolo

Formada em jornalismo e especialista em pesquisa de mercado, é a Voz da Consciência do Dicas Nova York.

Sua visão diferenciada dos mais variados assuntos são essenciais para a criação de conteúdo em todos os canais.

VDC acumula as funções de diretora, produtora, relações públicas, gerente de redes sociais e câmera do Dicas Nova York.

Gosta de uma boa conversa com os amigos, ama estar com a família e viajar com o Fábio.