Mapa de Nova York: guia de como se localizar na cidade

mapa de nova york

Conhecer o mapa de Nova York é uma das primeiras atividades que todo viajante precisa fazer, desde os primeiros dias do planejamento.

Não tem segredo, tudo que você precisa é conhecer um pouco dos bairros, das ruas, onde ficam as principais atrações e saber como funciona o deslocamento dentro da cidade, para aproveitar melhor seus dias.

Hoje em dia, com o mapa na palma do mão e sempre acessível no celular, ficou ainda mais fácil conhecer o mapa de Nova York sem sair de casa.

Claro que sempre existem dúvidas, e, para ajudar, fiz esse mini-guia com mapas e dicas com tudo que você precisa saber sobre a Big Apple. Vamos lá!

Leia também: quanto custa viajar para Nova York

 


Mapa de Nova York


mapa de nova york

Nova York é a cidade mais populosa dos Estados Unidos e a sua área é dividida em 5 grandes distritos também conhecidos como “Boroughs”.

Cada distrito tem características e atividades muito distintas., parecem até outras cidades de tão diferentes, mas tudo faz parte de New York City.

Os 5 distritos da cidade de Nova York são:

Dentro de cada respectivo distrito tem diversos bairros.

Exemplos:

– Williamsburg é um bairro do Brooklyn
– Hell’s Kitchen é um bairro de Manhattan>
– Astoria é um bairro do Queens

Assim, fica mais fácil entender como funciona a divisão interna.

Ao observar o mapa acima, percebe-se também que Manhattan é o menor borough de todos, porém é o mais importante economicamente e onde está concentrada a maioria das atrações turísticas para visitar.

Isso não quer dizer que os outros distritos sejam dispensáveis, muito ao contrário, todos tem atividades interessantes e vou explicar cada um deles.

Leia também: onde ficar em Nova York

 


Mapa de Manhattan


Manhattan é muitas vezes confundida e chamada de Nova York pelos turistas. Normal, até porque é onde 95% das atrações estão concentradas e é onde todos sonham em conhecer.

Com quase 2 milhões de habitantes, Manhattan é frenética, com muitas pessoas nas ruas, milhares de restaurantes, centenas de hotéis e, claro, muitos passeios para fazer.

Todos os bairros da ilha tem uma atividade econômica bem desenvolvida e são considerados seguros para os turistas.

Leia também: aeroportos de Nova York

 


Ruas de Manhattan


Entender a dinâmica das ruas de Manhattan facilita muito o entendimento de como funciona o mapa de Nova York.

Andar pelas suas ruas é muito fácil, porque todo distrito é praticamente plano, no mesmo nível dos rios East e Hudson, sem subidas e descidas.

O distrito começa em Downtown (sul) no sentido Uptown (norte), com as denominações das ruas por números 1, 2, 3, assim por diante até o número 220th Street, na divisa com The Bronx. 

A curiosidade é que a 1rd Street (primeira rua) não começa no extremo sul da ilha, e sim no bairro de Greenwich Village, porque o plano diretor de 1811, que planejou a cidade, manteve o sul de Manhattan com os nomes das ruas antigas e históricas desde a sua fundação.

Cada quarteirão no sentido sul para norte tem aproximadamente 50 metros e as ruas são predominantemente planas, o que facilita andar a pé.

Leia também: metrô em Nova York

 


Avenidas de Manhattan


mapa de nova york

Já as avenidas de Manhattan cortam o distrito de leste para oeste, ou seja, do rio East River (leste) para o Hudson River (oeste).

No total são 14 grandes avenidas paralelas no distrito. São elas:

  • 11 avenidas classificadas por números decimais: First Avenue, Second Avenue, Third Avenue e assim por diante.
  • 3 avenidas com nomes: Madison Avenue, Park Avenue e a Lexington Avenue.

Cada quarteirão no sentido leste para oeste (e vice-versa) tem aproximadamente 250 metros de distância.

 


O que é a Broadway


A tradução de “Broadway” é caminho longo, via larga, rua larga, entre outras variações, que definem bem a avenida com 29 km e vai de Manhattan até The Bronx, do sul para o norte.

A Broadway é uma das avenidas mais famosas de Nova York e, talvez uma das mais conhecidas do mundo, só que ela não entra na contagem das 14 outras avenidas, porque já existia antes do novo plano diretor que mapeou a cidade no século XX.

A Broadway em Nova York ficou muito famosa por concentrar a região chamada de Theatre District e seus mais de 40 teatros com os musicais mais premiados e assistidos no mundo.

Leia também: tudo sobre a Broadway em Nova York

 


Divisão do mapa de Manhatttan


O distrito de Manhattan em Nova York é dividido em três partes:

  • Downtown
  • Midtown
  • Uptown

Abaixo vou explicar detalhadamente como funciona essa divisão.

 


Downtown (Lower Manhattan)


É no sul da ilha onde a cidade começou a ser desenvolvida por influência dos portos e piers, que facilitavam a circulação dos navios que vinham da Europa e da África.

Downtown é considerada a região mais importante economicamente e onde está localizado o poderoso distrito financeiro de Nova York.

As principais atrações turísticas em Downtown são:

É do sul da ilha de Manhattan que tem as saídas dos barcos para visitar a Estátua da Liberdade.

Leia mais: o que fazer em Downtown Manhattan

 


Midtown Manhattan


O centro de Manhattan é chamado de Midtown, e é onde tudo acontece de verdade para o turista que quer conhecer Nova York pela primeira vez.

A região concentra os principais hotéis, restaurantes e atrações para todos os perfis de visitantes. Costumo dizer que Midtown é o centro do mundo.

As principais atrações de Midtown são:

Leia também: hotéis próximos da Times Square

 


Uptown Manhattan


Uptown, em Manhattan, concentra uma grande área residencial com um dos valores de aluguéis mais altos dos Estados Unidos. Tudo isso para usufruir privilégio de estar próximo do Central Park.

O parque, considerado o pulmão de Nova York, é responsável pela maior área verde do distrito e também é a atração mais visitada.

Uptown é conhecida por abrigar os principais museus de Nova York, além de excelentes restaurantes muito frequentados pelos moradores locais.

As principais atrações de Uptown Manhattan são:

É ao norte de Uptown que também está localizado o famoso bairro do Harlem, berço cultural e artístico dos Estados Unidos.

Leia também: hotéis baratos em Nova York

 


Mapa do Brooklyn


Até o começo dos anos 2000, o Brooklyn ficava praticamente de fora do mapa do turismo devido à má fama de ser violento e com nenhuma atividade para o visitante.

Definitivamente, esse legado ruim ficou no século passado.

Com quase 3 milhões de habitantes, o Brooklyn é um dos maiores bairros de Nova York, e com um crescimento espantoso das atividades econômicas e também turísticas.

O distrito tem como marco principal a ponte do Brooklyn, mas pode acrescentar nessa listinha shoppings, arena de basquete, parques, hotéis e até praias.

O deslocamento até o distrito é facilitado porque diversas linhas de metrô que atendem as principais atrações do distrito a 20 minutos de Manhattan.

Esse crescimento e a especulação imobiliária fizeram com que os valores do Brooklyn aumentassem consideravelmente nos últimos anos, e hoje, as tradicionais casas do bairro já tem um dos aluguéis mais caros dos EUA.

Leia também: o que fazer no Brooklyn

 


Divisão de bairros do Brooklyn


O distrito do Brooklyn tem diversos bairros internos, porém nem todos são atrativos para visitação porque são praticamente residenciais.

Então, vou direto as regiões mais importantes e onde estão concentradas as principais atrações para os turistas.

As principais regiões do Brooklyn são:

 


Downtown Brooklyn


É o centro do Brooklyn, com atividade comercial e financeira fortíssima, aos “pés” da Brooklyn Bridge, principal ligação do distrito com Manhattan.

Essa é a região mais visitada pelos turistas com muitos restaurantes, lojas e  hotéis de grandes redes, uma alternativa para hospedagem mais barata.

As principais atrações de Downtown Brooklyn são:

Leia também: hotéis baratos no Brooklyn

 


Prospect Heights


Prospect Heights é um bairro em constante transformação no Brooklyn.

Com um centro comercial muito forte, destaque para o shopping Atlantic Avenue Mall, a região virou um local de compras bem movimentado.

As principais atrações de Prospect Heights são:

Leia também: como assistir o Brooklyn Nets

 


Williamsburg


Localizado ao norte do Brooklyn, esse distrito foi por muito tempo uma área residencial e sem muitos atrativos para os visitantes.

Porém, devido a uma revitalização e a entrada de novos moradores, Williamsburg se transformou em um local cheio de atrações.

Aos finais de semana, Williamsburg fica lotado, principalmente de jovens, para aproveitar os bares e restaurantes badalados do bairro.

As principais atrações de Williamsburg são:

Leia no blog: o que fazer em Williamsburg

 


Bushwick


O mesmo fenômeno de transformação que transformou Williamsburg acontece também em Bushwick, que até então era um bairro afastado, violento e pouco atrativo até para os moradores, imagine para os turistas.

Com a chegada de artistas, hipsters, entre outros grupos descolados, os muros do bairro foram grafitados, as antigas casas reformadas e, consequentemente, a chegada do turismo.

Bushwick tem estações de metrô que atendem as suas ruas, mas é um pouco afastado de Manhattan, aproximadamente 50 minutos de transporte público da Times Square, e não é  indicado para quem vai viajar pela primeira vez na cidade, porque vai ficar distante das principais atrações.

 


Coney Island


Localizada no extremo sul do Brooklyn, Coney Island é conhecida pelas praias mais visitadas de Nova York, principalmente, entre maio e setembro.

No verão o calçadão fica lotado de turistas que buscam às praias para se refrescarem do calor e também curtirem o famoso Luna Park, um dos parques de diversões mais antigos dos Estados Unidos.

Coney Island, tem fácil acesso de metrô a 50 minutos de Manhattan, mas não é indicada para hospedagem, apenas para visitação durante o verão.

Leia no blog: o que fazer em Coney Island

 


Mapa do Queens


 
 

O Queens é o maior distrito da cidade de Nova York, com quase 3 milhões de habitantes, e um dos mais diversificados no quesito imigração.

O distrito tem a característica de ter bairros predominantemente residenciais, com comércio e serviços locais para atender os moradores.

A curiosidade fica pelo bairro de Astoria que tem uma comunidade brasileira muito forte com restaurantes e mercados de produtos típicos.

Principais atrações do Queens:

Para procura ficar próximo de Manhattan e pagar bem menos na hospedagem, a indicação é ficar na área de Long Island City, no Queens.

São diversas opções de hotéis, de grandes redes e outros independentes, com valores de diárias muito mais acessíveis e fácil acesso de metrô, a apenas 15 minutos de Manhattan.

Leia no blog: hotéis baratos no Queens

 


Mapa The Bronx


The Bronx é outro borough que sofre pelo passado violento e por ser esquecido pelos governantes ao longo de muitas décadas.

Localizado no extremo norte da cidade de Nova York, o distrito é habitado na sua totalidade por comunidades de imigrantes que foram procurar um lugar mais afastado e barato para começar sua vida e ali ficaram.

Só que a especulação imobiliária já mira seus olhos e dinheiro para o Bronx, o que assusta seus moradores, porque a consequência é atrair investimentos e aumentar o custo de vida.

Para o turista, The Bronx ainda não é um distrito para hospedagem, talvez seja daqui alguns anos, porque além de ser afastado, ainda sofre com a falta de infraestrutura de transporte público, segurança e atrações.

As principais atrações do Bronx são:

Assistir uma partida de baseball do New York Yankees é uma atração bem legal para fazer entre abril e setembro. O estádio tem fácil acesso de metrô e os ingressos mais baratos custam em média $20 dólares.

Leia no blog: como assistir o New York Yankees

 


Mapa de Staten Island


Staten Island é o borough menos populoso da cidade de Nova York.

Totalmente residencial, o distrito tem acesso por meio da balsa gratuita Staten Island Ferry, a mesma utilizada para quem procurar economizar no passeio até a Estátua da Liberdade.

Conhecida por ser uma região “esquecida e desprezada”, pelos turistas o borough de Staten Island tem um potencial gigantesco de crescimento, pela proximidade de Manhattan, mas falta infraestrutura de hotéis e atrações.

Aos poucos, a cidade tem investido em Staten Island. Tanto que, em 2018 foi aberto o Empire Outlets, complexo de compras ao lado da estação do ferry.

O passeio é uma oportunidade de passear de ferry sem pagar nada, conhecer um pouco do distrito e ainda economizar nas compras.

Leia no blog: compras no Empire Outlets

 


Como andar em Nova York


Como já disse anteriormente, Nova York tem uma área plana, o que facilita muito a caminhada para conhecer os principais pontos turísticos.

Em Manhattan, principalmente, é mais do que comum andar muito. Em média um turista caminha de 5 a 10km por dia. Por isso, é muito importante levar calçados confortáveis na mala de viagem.

Para uma locomoção rápida e econômica, o metrô é a melhor opção.

O metrô de Nova York tem no total são 24 linhas e 472 estações que atendem plenamente toda a cidade de Nova York (com exceção do distrito de Staten Island).

No começo, o turista pode ter alguma  dificuldade para entender o funcionamento das linhas e estações, mas não deve se preocupar.

Recomendo utilizar o Google Maps para traçar a rota, consultar a linha mais adequada e as estações de embarque e desembarque.

O aplicativo é gratuito, funciona em qualquer smartphone e mostra em tempo real todas as informações necessárias do transporte público.

Todas estações do metrô tem wi-fi grátis para utilização, porém nem sempre funcionam. O melhor é comprar um chip de internet ilimitada para seu celular na viagem, para ficar conectado o tempo todo da viagem.

O chip da T-Mobile é entregue em qualquer endereço do Brasil com desconto de 10% ao utilizar o código DICASNOVAYORK na compra.

Clique aqui para informações e valores

Adquira o chip com antecedência. A ativação é automática e somente realizada no dia da viagem, conforme informado no momento da compra. 

A internet no celular é mais do que fundamental para consultar o mapa de Nova York, além de consultar redes sociais, restaurantes e muito mais.

 


Mapa de Nova York


O mapa de Nova York é muito bem dividido e fácil de entender. Espero que esse post tenha ajudado nas dúvidas sobre o assunto.

Se quiser saber mais sobre o que fazer, onde comer e onde ficar em cada bairro de Nova York, recomendo adquirir o e-book exclusivo do blog.

O Guia de Bairros de Nova York tem mais de 200 páginas escritas por mim, com dicas especiais e experiências nos principais bairros da cidade.

Saiba mais no site: www.guiadebairrosdenovayork.com.br

O e-book vai ajudar muito no planejamento da sua viagem, não importa a data. O conteúdo é periodicamente atualizado e o acesso é vitalício.

Caso tenha alguma dúvida sobre o mapa de Nova York, deixe um comentário.

🙂

Compartilhe

Fábio Angheben é jornalista e criador do Dicas Nova York. Apaixonado pela Big Apple, estuda muito e conhece em detalhes todas as ruas, histórias dos prédios, atrações e sonha um dia experimentar todos os hambúrgueres da cidade. Vive e respira Nova York todos os dias. Por isso, conta suas experiências no blog com muito carinho e atenção nos detalhes para a todos. Seu olhar ainda é de turista (talvez nunca perca isso) e adora trocar ideia sobre as experiências vividas em Nova York.

26 Comments

  • Responder fevereiro 1, 2020

    Maria

    Muito bom!! Suas dicas ajudaram muito.

  • Responder junho 25, 2019

    Neli

    Fábio, cada vez mais eu curto o seu blog com dicas incríveis! Na volta conto a minha experiência!

    • Responder junho 28, 2019

      Fabio Angheben

      Olá Neli, tudo bem?

      Muito obrigado por acompanhar minhas dicas.

      Depois conte sua experiência. Quero saber de tudo!

      Obrigado.

  • Responder maio 10, 2019

    Marcia Bispo

    Adoro o seu blog, adoro NYC, e suas dicas são muito importantes e valiosas, cada detalhe, estive em NYC no mês de março, e fiz meu roteiro com suas dicas, restaurantes, lugares, metrô … comprei ingressos para eventos pelo blog e o “transfer” também, super indico para meus amigos que gostam de viagem.

    • Responder maio 10, 2019

      Fabio Angheben

      Olá Marcia, tudo bem?

      Ganhei meu dia com sua mensagem. Muito obrigado por utilizar o blog no planejamento da sua viagem.

      Faço o blog com muito carinho para ajudar a todos que vão para Nova York a ter uma viagem tranquila e econômica, mas acima de tudo inesquecível.

      Obrigado mais uma vez e conte comigo sempre que precisar.

  • Responder abril 28, 2019

    Neusa Goncalves

    Adorei, as explicações, dicas e endereços mapas e comentários.
    Incrível

    • Responder abril 29, 2019

      Fabio Angheben

      Olá Neusa, tudo bem?

      Eu que agradeço por acompanhar minhas dicas.

      Conte comigo no que precisar. 🙂

  • Responder julho 27, 2018

    Sandra

    Muito bom! acho que tem todas as informações que estava procurando, parabéns , belo trabalho.
    Chegaremos em Agosto

    • Responder julho 27, 2018

      Fabio Angheben

      Que demais Sandra! Fico muito feliz em ajudar!

      Agosto é um mês incrível em Nova York, bem quente, e com muitas atrações para aproveitar a cidade.

      Obrigado mais uma vez pela mensagem.

  • Responder julho 15, 2018

    FABIANA BARBOSA CAMARGO

    Oi Fabio…td bem?
    Adorei suas dicas…vc se expressa mto bem!
    Apesar de já ter ido 3 vezes à NY, ainda tenho dúvidas sobre o metrô e vamos novamente em novembro…nunca peguei a tal linha expressa….mas ainda não entendi como consigo identificà-la….sei que no mapa as bolinhas vazias são as locais e cheias as expressas….mas como saber se o trem que estou pegando é local ou expresso pra eu saber se vai parar nas tais estações ou não?
    será que fui clara?poderia me ajudar?
    Obrigada

    • Responder julho 16, 2018

      Fabio Angheben

      Olá Fabiana, tudo bem?

      Muito obrigado pelo comentário. Fiquei muito feliz com suas palavras. 🙂

      A linha expressa vem identificada como EXPRESS no painel na lateral do vagão do metrô e também nas plaquinhas da estação.

      Geralmente, o express sai de um lado da plataforma e o local do lado oposto da mesma plataforma, assim você evita de pegar o trem errado.

      Utilize o Google Maps dentro da estação e simule para onde quer ir, que ele informa certinho qual metrô deve pegar, com cor e letra da linha correta.

      Se precisar de ajuda, conte comigo.

      Obrigado.

  • Responder maio 5, 2018

    Marcia Maria

    Fábio, Parabéns pelo seus posts, pelo seu blog e pelos stories, vc faz tudo com muita excelência, adoro ler e ver tudo o que vc mostra de NY, já fui várias vezes aos EUA porém para NY fui um pouco antes do atentado, volto dentro em breve, e estava meio preocupada, pois sempre alugo carro e é simples, qdo comecei a ver que antes já era ruim o transito 17anos atrás, agora é inviável, me preocupei, porém acompanhando suas dicas comecei a entender um pouco de tudo e agora está mais fácil, agora já sei o que quero fazer e como vou fazer, me locomover, muito obrigada, desejo à vc muito sucesso…

    • Responder maio 8, 2018

      Fabio Angheben

      Olá Marcia, tudo bem?

      Primeiro de tudo, agradeço sua mensagem e carinho com o blog. Fico muito feliz em saber que acompanha minhas experiências por Nova York.

      Tenho o blog com o objetivo de ajudar as pessoas que vão a Nova York e querem realizar esse sonho, porque a cidade é realmente um sonho.

      A cidade mudou muito do atentado para cá, com restrições mais severas para os carros e incentivo a utilização do transporte público ou compartilhado.

      Eu não aconselho alugar um carro, porque a pernoite em um estacionamento custa $80 dólares, o que encarece muito sua viagem.

      Utilize muito o metrô e ande muito a pé, porque a cada esquina tem uma surpresa. Por isso, dê preferência na localização da sua hospedagem para aproveitar mais seus dias e conhecer tudo que a cidade oferece.

      Conte comigo em cada momento da sua viagem, será um prazer ajudá-la.

      Obrigado.

  • Responder abril 27, 2018

    Isabel Pires

    Olá! Parabéns pelo trabalho! Gostaria de saber se o outlet em Staten Island estará pronto em Junho/Julho, assim como a roda gigante que terá lá.

    Obrigada!

    • Responder maio 3, 2018

      Fabio Angheben

      Olá Isabel, tudo bem?

      Esse outlet e as atrações de Staten Island viraram uma verdadeira novela.

      O shopping era para abrir em outubro/17, depois mudou para março/18 e agora estão prometendo para o verão, ou seja, em junho. Vamos aguardar!

      A roda gigante está sem previsão, passei perto esses dias e as obras estão bem devagar.

      Obrigado.

  • Responder abril 11, 2018

    IVAM MICHALTCHUK

    Boa noite Fábio
    Quero registrar meus elogios ao blog, desde as dicas, fáceis e completas, até as ferramentas adicionais inseridas ao longo da leitura. Acabei de adquirir o chips ilimitado para a internet, para mim e minha esposa. Viajaremos para NYC final de julho.
    Porém, vamos passar 5 dias em Orlando. Você tem outro blog sobre Orlando?
    Abraço e parabéns

    • Responder abril 11, 2018

      Fabio Angheben

      Olá Ivam, tudo bem?

      Eu que agradeço muito pela sua mensagem e pelas palavras, fico muito feliz me saber que gostou do blog.

      Os chips são excelentes para a viagem e tenho certeza que vão ajudar muito no seu dia a dia.

      Eu não tenho blog sobre o Orlando, mas recomendo o canal do Youtube chamado Malucas e Piradas, que fazem vídeos com dicas sobre a cidade, principalmente com informações sobre compras e gastronomia.

      https://www.youtube.com/user/malucasepiradas

      Se precisar de ajuda, pode contar comigo.

      Obrigado.

  • Responder abril 7, 2018

    ERIKA SANTOS

    Boa tarde !

    Acho seu blog incrível e está me deixando megaa ansiosa para minha viagem para NYC em Junho 🙂
    Surgiu uma dúvida, estou planejando meu roteiro em ir no sábado para a feirinha de Smorgasburg e depois queria conhecer Bushwick, a dúvida é, é fora de mão ou dá pra ir tranquilo?

    Obrigada, aguardo 🙂

    • Responder abril 8, 2018

      Fabio Angheben

      Olá Erika, tudo bem?

      Fiquei muito feliz com seu comentário e saber que estou ajudando na sua viagem para Nova York.

      Junho é uma excelente época para conhecer a cidade, porque tem muitas atrações e coisas para fazer.

      A feirinha de Smogasburg de sábado é muito próxima de Bushwick e você pode combinar o passeio no mesmo dia e chegar de metrô tranquilamente, menos de 15 minutos.

      Obrigado.

  • Responder abril 2, 2018

    suzana salvador

    obrigada pelas dicas!!!

  • Responder março 27, 2018

    Vinicius Porto

    Passei dias lendo e relendo esse post. Minha viagem ainda é daqui a um mês mas já estou tentando ficar antenado com a localização.
    Parabéns pelo blog incrível e por este post de sucesso, ainda mais incrível e útil.

    Abraço e suceso.

    • Responder março 27, 2018

      Fabio Angheben

      Muito obrigado pelo comentário Vinicius!

      Fiz esse post com muito carinho para ajudar a todos que vão para Nova York e fico feliz em saber que ajudei você.

      Daqui a um mês é exatamente o aniversário de 4 anos do blog. 🙂

      Esse mês vai passar muito rápido e daqui a pouco você está desbravando as ruas da Big Apple.

      Muito obrigado mais uma vez!

  • Responder março 26, 2018

    Paulo Almeida

    Excelente post. Obrigado!

Leave a Reply