Imigração nos Estados Unidos: dicas para entrevista no aeroporto

A imigração dos Estados Unidos é conhecida por ser muito exigente com os visitantes e depois dos atentados às torres gêmeas em 2001 esses procedimentos ficaram ainda mais rígidos.

Em todos os aeroportos americanos todos os entrantes no país, sem exceção, são submetidos a passar pela entrevista na imigração pelos agentes do CBP – U.S. Customs and Border Protection,  órgão do governo americano que controla a entrada e a saída nos Estados Unidos.

Mas não fique com medo ou receio, o importante é sempre manter a tranquilidade e seguir os procedimentos com muita calma.

Claro que existem muitos mitos, mentiras e coisas que dizem que não é verdade sobre a imigração americana que assustam os turistas que viajam pela primeira vez ao país.

Para desvendar todos os mistérios e dúvidas criei esse passo a passo bem completo desde o avião até a entrevista, assim você já se prepara para esse momento e tenho certeza que não terá problema algum em entrar nos Estados Unidos para curtir sua viagem.

 


1) Avião e o formulário CBP 6059B


No meio para o fim da viagem, os comissários de bordo entregarão um formulário do CBP que deverá ser entregue preenchido durante a entrevista da imigração.

Esse formulário é uma declaração de alfândega e tem o nome de CBP – 6059B.

Se a companhia aérea for brasileira, provavelmente o formulário será entregue em português.

Caso o formulário esteja em inglês e você não tenha muita familiaridade com a língua, pergunte ao comissário sobre o formulário em português ou espanhol, a companhia aérea sempre tem um formulário alternativo em outra língua para ajudar.

Aproveite o tempo ocioso que o avião proporciona para preencher com calma e atenção todos os campos necessários evitando erros. Não deixe para preencher na fila da imigração.

Não rasure ou rabisque nenhum campo do formulário. Caso tenha preenchido algo errado, solicite um novo para o comissário de bordo.

Formulário

Minha dica para preencher o formulário no avião.

Para facilitar o preenchimento, acenda a luz do seu assento e utilize a bandeja de alimentação da poltrona para não deixar nenhum campo importante em branco ou errado.

Para conhecer as perguntas e já se familiarizar com o formulário, faça o download do PDF do formulário CBP – 6059B.

As perguntas podem parecer bobas e sem sem sentido, mas todas são muito importantes o preenchimento correto e dizer a verdade para uma entrevista tranquila na imigração.

Se você está viajando com algum familiar ou com a família inteira, preencha apenas um formulário e coloque todos os nomes dos viajantes que estão com você.

Esse detalhe da família é importante para quando for passar na imigração apresentar apenas esse formulário preenchido e incluir os nomes dos acompanhantes e entrar na entrevista com todos que constam na declaração.

Se está viajando com amigos, namorada ou outra pessoa que não tem grau de parentesco, terá que seguir para a entrevista individualmente e se o oficial perguntar com quem está viajando, informe verbalmente sobre esse acompanhante.


2) No desembarque


Ao desembarcar do avião, retire todos seus pertences do seu bagageiro e já deixe em local de fácil acesso o formulário CBP – 6059B corretamente preenchido, se possível junto com o seu passaporte.

Diferentemente dos aeroportos brasileiros, os aeroportos de Nova York (JFK ou Newark) são gigantescos com muitos terminais e com chegadas frenéticas de voos do mundo inteiro.

Por isso, não perca tempo! Oriente-se sempre com as sinalizações para seguir até o controle de imigração ou siga o fluxo das pessoas, porque todos os passageiros são obrigados a passar por esse procedimento.

Se precisar ir ao banheiro, aproveite esse momento antes da fila, porque o tempo de espera para o atendimento na entrevista pode ser longo.

Não se preocupe com suas malas na esteira, elas serão entregues em tempo hábil e estão identificadas nas telas com o número do seu voo. Vou comentar sobre isso mais abaixo.

Lembre-se todos os passageiros são encaminhados para a fila da imigração, antes de pegar as malas e passarão pelas mesmas filas.

 


3) A fila da imigração


Ao chegar no local da entrevista, existem duas filas. Uma para cidadãos americanos (US Citizens) e outra para os demais visitantes (All Other Passports ou Visitors). Essa segunda é a fila dos brasileiros.

imigração

Fila dos visitantes com placas de identificação em inglês e espanhol

A fila sempre é gigantesca, mas não se assuste, é uma bagunça organizada!

A enorme quantidade de pessoas é justificada porque acumula todos os passageiros do seu voo e com todos os outros que chegaram nos últimos minutos.

Alguns funcionários não muito simpáticos orientam a fila e tiram eventuais dúvidas.

 


Dicas para agilizar sua passagem pela fila


– Deixe à mão seu passaporte e o formulário devidamente preenchido;
– Atente-se sempre às sinalizações para não perder tempo na fila errada.
– Para facilitar o trabalho do agente, deixe o formulário na página do visto americano.
– Deixe de fácil acesso passagem de volta, voucher do hotel, seguro-viagem, carro e todos outros documentos que comprovam sua viagem;
– Não utilize em hipótese alguma nenhum aparelho eletrônico;
– Nem pense em utilizar o celular ou fotografar o local.;
– Se está com amigos ou familiares, evite conversar ou falar alto;
– O ambiente é monitorado e de rígida segurança, evite atitudes suspeitas;
– É proibido fumar no local!
– Na sala da imigração também é proibido comer;
– Bonés ou chapéus devem ser retirados da cabeça para a entrevista.

 


3) A entrevista


Depois de esperar na fila, chegou a hora da entrevista!

A entrevista será rápida o importante é sempre manter a calma, todo o procedimento não passa em média de 3 minutos.

Os agentes ficam um pouco escondidos nas cabines, por isso quando estiver chegando a sua vez na fila, atente-se ao chamado do oficial ou a orientação do funcionário que controla a fila.

Não avance sem alguém anunciar sua vez. Aguarde o chamado na linha amarela de segurança.

Ao chegar na cabine, entregue o passaporte e o formulário preenchido para o oficial da imigração na folha do seu visto americano.

 

imigração

Entregue o passaporte e o formulário para o oficial.

As perguntas do oficial da imigração serão em inglês. 

Caso não tenha familiaridade com a língua inglesa, educadamente responda que você não fala inglês.

Geralmente o oficial também fala espanhol ou vai fazer as perguntas lentamente em inglês para sua melhor interpretação, pois estão acostumados com turistas.

Em último caso, se não entender as perguntas de nenhuma forma, será solicitado um interprete em português, mas acredito que isso não será necessário.

As perguntas da imigração não fogem muito a regra e geralmente são:

– Quanto tempo você vai ficar aqui?
Informe quantos dias vai ficar na cidade

– Quais cidades você vai visitar?
Responda apenas New York ou se for para outra cidade, responda para o oficial.

– Qual o motivo da sua viagem?
Se sua viagem é de férias, responda: Holidays ou Vacation.

– Qual a sua profissão?
Não tente explicar o que você faz. Responda claramente. Sempre digo: I’m journalist.

– Qual o nome da empresa que você trabalha?
Essa é fácil. Não estenda o assunto, responda objetivamente.

– Quanto dinheiro você carrega com você?
Diga o valor em dinheiro vivo compatível com o tempo que vai ficar na cidade.
É estranho falar que vai ficar 10 dias em Nova York com US$ 500 dólares, isso pode gerar desconfiança.
Se carregar pouco dinheiro vivo, complemente que tem mais um valor de US$ xxx no cartão de crédito.

– Onde você vai ficar?
Diga o nome do hotel ou hostel da hospedagem. Se não souber falar, entregue o voucher de confirmação do local.

– Tem algum amigo ou familiar  que more nos Estados Unidos?
Essa pergunta é um pouco complicada. Se falar sim, vai gerar mais explicações desnecessárias.

Tem mais alguém viajando com você?
Se for algum familiar, deverá estar junto na cabine nesse momento.

Se for um amigo, diga que sim e que está em outra cabine de entrevista.

Essas perguntas são parecidas com o formulário preenchido anteriormente, por isso o importante é manter a coerência e não mentir em hipótese alguma para não cair em contradição.

Responda apenas o que for perguntado pelo oficial, evite prolongar o assunto ou tentar explicar o que não foi solicitado, isso apenas vai estender seu tempo de entrevista desnecessariamente.

Caso seja solicitado pelo oficial, entregue os demais documentos e vouchers que comprovam sua estadia em Nova York.

 


Dicas para a entrevista


– Dirija-se ao guichê apenas quando o oficial chamar, enquanto isso fique atrás da linha de segurança;
– Mantenha a calma e a concentração nas perguntas;
– Se estiver viajando com familiares, todos devem se dirigir a cabine juntos;
– Mantenha a coerência nas respostas e não fale nada a mais do que foi solicitado;
– Evite conversar com os seus amigos e familiares para não gerar desconfiança;
– Não reclame, questione ou discuta com o oficial, isso pode custar sua viagem;
– Nunca carregue mais do que US$ 10.000,00 em dinheiro vivo. Isso é ilegal até para sair do Brasil sem declarar e caso chegue com esse dinheiro nos EUA será motivo de questionamentos extras pelo CBP;
– Não leve comida, frutas ou qualquer outro alimento, a entrada é proibida nos Estados Unidos.

Caso o oficial dessa entrevista encontre algum motivo para novas perguntas que não estão nesse roteiro, não perca a concentração e responda tudo que for solicitado.

O importante é a comprovação de tudo que você falar e deixar claro sempre do seu tempo de permanência em Nova York e tudo que você vai fazer enquanto estiver por lá.

Depois da entrevista, será registrada uma foto e as suas impressões digitais no sistema.

imigração

Siga as orientações para registro da foto e digitais no sistema.

O oficial vai carimbar seu passaporte com a autorização de entrada no país e devolver carimbado o formulário CBP – 6059B, que deverá ser entregue a um oficial na saída do aeroporto.

Guarde o passaporte e o formulário em local de fácil acesso para a última checagem.

Depois da entrevista, não fique enrolando ou esperando alguém no corredor da sala da imigração. combine de encontrar os amigos e familiares no local de retirada de bagagens.

Lembre-se o ambiente é todo monitorado e qualquer atitude suspeita eles vão questionar e pode causar problemas.

 


4) Retirada das bagagens


Depois da entrevista, procure a sinalização com as placas Baggage Claim para retirar suas bagagens na esteira correspondente ao seu voo.

Geralmente, as esteiras são informadas por meio dos alto-faltantes do aeroporto, conforme a companhia aérea e o voo.

imigração

Todas as esteiras possuem tela de identificação dos voos e das companhias aéreas.

Caso não tenha prestado a atenção, não se preocupe, todas as esteiras são identificadas com monitores com o número do voo e de onde ele partiu.

Retire suas malas e caminhe para a saída, que ainda terá mais uma checagem oficial da imigração.

 


4) Última checagem da alfândega


Esse procedimento é o último, o objetivo é verificar suas malas e uma última chegagem oficial.

Sei que é muito procedimento, mas depois de passar por todos os outros anteriores, esse é o mais simples.

Já deixe na sua mão o passaporte, o formulário e também o comprovante das malas (caso seja solicitado), aquele que é entregue pela companhia aérea no momento que essas são despachadas.

Você vai enfrentar mais uma pequena fila para essa conferência das autoridades da CBP e caso eles tenham desconfiado de algo, checarão suas malas com esse amiguinho da foto.

imigração

O amiguinho parece dócil, mas tem um faro apurado para encontrar tudo que é proibido.

Aguarde a  sua vez na fila e entregue o passaporte juntamente com o formulário CBP – 6059B.

O oficial vai ficar com o formulário e fazer uma ou outra pergunta brevemente, como:

“Quantos dias você vai ficar aqui?”.

“Quanto você está carregando de dinheiro?”

Responda claramente com o mesmo conteúdo que da entrevista anterior. Sem contradições.

Se tudo estiver certo, é só seguir até a saída do aeroporto.

 

imigração

Não utilize boné na entrevista e responda todos os questionamentos.

 


5) Saída do aeroporto ou conexões


Se o seu destino final é Nova York, o procedimento de imigração acabou e você já pode seguir seu destino para curtir a viagem.

Não sabe como chegar no hotel em Nova York? Consulte todos meios de transporte de como chegar do aeroporto Newark ou do aeroporto JFK.

Caso todo esse procedimento seja realizado em outro aeroporto americano e você ainda tem uma conexão para Nova York, procure a sinalização de Connecting Flight para pegar seu próximo voo.

Em caso de dúvidas, procure informações no balcão da sua companhia aérea para despachar as bagagens novamente e seguir para pegar a conexão.

 


DICA IMPORTANTE


Uma viagem de férias de menos de 30 dias para os Estados Unidos não é obrigatório a contratação do seguro-viagem, diferentemente da Europa que obriga o seguro para entrada no continente.

Isso não quer dizer que o seguro não seja necessário, porque o sistema de saúde americano é totalmente privado para quem não é americano.

Só para ter uma ideia, uma consulta médica de emergência nos EUA é caríssima, em média US$ 400 dólares. Isso mesmo, dependendo da especialidade e da gravidade, pode ser mais caro ainda.

E não adianta querer comprar remédios restritos na farmácia, eles não vendem sem prescrição médica.

Por essas e outras que o seguro é uma boa e recomendo sempre, porque já passei um perrengue muito grande em viagem e o seguro me salvou.

A contratação antecipada do seguro representa menos de 1% dos custos de uma viagem para Nova York (por exemplo) e ainda facilita a vida com diversas coberturas e assistências, como:

– Assistência médica por acidente ou doença;
– Assistência odontológica;
– Assistência farmacêutica;
– Seguro de vida;
– Seguro de extravio de bagagem;
– Seguro de Cancelamento de Viagem.

E muitas outras inclusas no pacote que são essenciais para evitar transtornos na sua viagem.

O blog tem uma parceria com a Seguros Promo, que é um buscador de preços nas melhores seguradoras, e tem a garantia de encontrar sempre a melhor oportunidade para contratar seu seguro viagem.

Para contratação é tudo muito fácil e simples, basta na plataforma de cotação inserir seu “Destino”, as datas de ida e volta, clique em “Pesquisar”. Pronto!

O buscador traz as melhores cotações e os melhores preços, basta informar seu nome, e-mail e telefone.

Você ainda pode parcelar em até 12 vezes sem juros no cartão ou efetuar o pagamento com boleto bancário.


GANHE 5% DE DESCONTO NO VALOR TOTAL DO SEGURO

Antes de finalizar o pagamento, utilize o código: DICASNOVAYORK5


Se tiver alguma dúvida, a Seguros Promo possui atendimento em português, se segunda a sexta das 8h às 18h, no site ou no telefone 4007-2586.

Ao contratar o seguro você também ajuda o blog a se manter ativo, sempre com novidades e o mais importante, sem nenhum custo adicional na sua contratação do seguro! 🙂

Se preferir acesse diretamente o site da Seguros Promo e faça sua cotação:

www.segurospromo.com.br

 


Dúvidas?


Contei aqui um pouco da minha experiência com a imigração americana e toda a burocracia que cerca esse momento de entrada nos Estados Unidos.

O mais importante é sempre manter a calma e ter na cabeça que isso faz parte da segurança interna do país, para enfrentar da forma mais leve possível e não se preocupar.

A dica final é sempre organizar seus documentos da viagem em uma pasta para ter fácil acesso quando precisar na entrevista ou em qualquer outro momento que for solicitado.

Esses documentos são:

– Passaporte: com no mínimo 6 meses de validade e visto americano válido;
– Voucher do hotel ou da hospedagem;
– Se a hospedagem for em casa de amigos ou parentes, esses devem estar legalizados no país. Leve uma carta de autorização do morador com o endereço completo.
– Apólice impressa do seguro-viagem.
– Vouchers dos ingressos ou atrações que você comprou antecipado;
– Demais documentos que comprovam sua estadia na cidade.

Fotos por @fabioangheben e www.cbp.gov

 


DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM


HOSPEDAGEM | Ainda não reservou o hotel? Confira o guia completo "Onde ficar em Nova York".

SEGURO VIAGEM | Faça uma cotação com 5% de desconto e em até 12 vezes no cartão de crédito.

CHIP DE INTERNET | Fique conectado com internet ilimitada e aproveite o FRETE GRÁTIS.

INGRESSOS DAS ATRAÇÕES | Ingressos em reais (R$), sem IOF e em até 6 vezes no cartão.

Jornalista de formação e profissional de marketing com master pela ESPM de São Paulo.

Criador e redator no blog Dicas Nova York, coleciona experiências e histórias marcantes não só em Nova York, sua cidade, mas também de leste a oeste dos Estados Unidos.

O blog é uma paixão antiga e o espaço é utilizado para compartilhar informações e experiências na cidade, para que todos conheçam a Big Apple de um jeito diferente e descontraído.

53 Comments

  • Responder dezembro 13, 2017

    Nicolau Morozowski Filho

    Olá Fabio, td bem?
    Domingo, 17/12, minha filha estará indo para Ottawa, com conexão em Newark.
    Nesta conexão de viagem internacional, ela também pegará bagagem após imigração? Ou somente no destino final , no Canadá?

    • Responder dezembro 13, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Nicolau, tudo bem?

      Isso depende muito da companhia aérea.

      Geralmente, com a Air Canada não é necessário pegar as malas, mas é bom se informar com a companhia.

      Obrigado.

  • Responder dezembro 5, 2017

    Nathalia

    Oi Fábio, tudo bom?

    Apesar das suas dicas ser sobre NYC, poderia me ajudar? Sabe de alguma historia parecida?

    Meu namorado e eu somos brasileiros mas moramos há 9 meses em Santiago (Chile), e em janeiro vamos para Nashville – TN. Ele vai a trabalho, usando sua dupla nacionalidade chilena. E eu vou como brasileira, a turismo, acompanha-lo por alguns dias. Tenho visto B1/B2 desde 2012 mas essa é a primeira vez nos EUA. Sabe se a imigração pode encrencar, pelo fato de eu estar há tanto tempo fora do meu país e querendo entrar lá?

    Todas reservas do meu namorado está com um prazo maior de permanencia (3 meses de Airbnb e retorno também para esse periodo – tudo isso feito pela empresa chilena onde ele trabalha). Enfim, estou receosa de dar algum problema por estarmos viajando “juntos” mas em condições diferentes, caso possa dar alguma dica, fico agradecida.

    Abraços!

    • Responder dezembro 7, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Nathalia,tudo bem?

      A imigração americana segue critérios bem definidos, mas sempre é difícil prever como será a entrevista.

      O que posso dizer que é mais do que comum em um casamento a mulher ou o homem viajar a trabalho e o casal viajar juntos.

      Por experiências anteriores, se você tem um plano de viagem bem definido com datas de ida e volta, passagens aéreas, hospedagem e dinheiro para se manter durante o período, dificilmente terá problemas na imigração. Importante sempre falar a verdade!

      Espero ter ajudado.

      Obrigado.

  • Responder novembro 29, 2017

    Ronimarcos Silva

    Olá Fabio, primeiro quero agradecer pelas dicas . e agora compartilhar minha experiencia em Ny dessa vez .

    Cheguei em NY , e fiz o procedimento de controle de imigração e passaporte nos terminais eletrônico e seguir para a fila da imigração com umas 500 pessoas a minha frente. porem uma agente passou olhando os formulários feito nos terminais e me tirou da fila e me colocou numa fila com apenas 2 pessoas a minha frente, coisa que achei estranho , pois nunca havia acontecido isso , quando fui Ser atendido o agente apenas me perguntou quantos dias eu iria ficar em NY e anotou a data e o local onde meu visto foi concedido ( no caso, Brasilia , 08/09/2011) e carimbou o passaporte porém não anotou meu tempo de permanência nos EUA e disse sorrindo bem vindo a NY. nunca fiz uma imigração tão rápida assim. não demorei 20 minutos do tempo que cheguei no terminal eletrônico ate sair com minha mala. Então caso aconteça isso com alguém de ir para uma fila menor não se assustem . e conversando com um rapaz lá , ele disse que esse procedimento esta sendo adotado para quem já esteve outras vezes nos EUA , e já tem as impressões digitais registrada no sistema de controle deles . gostei muito disso .

    • Responder novembro 29, 2017

      Fabio Angheben

      Que ótima notícia! Obrigado por compartilhar! 🙂

    • Responder dezembro 4, 2017

      Vanessa Senna

      Oi Fábio,
      Estou indo para NY em Março/18, fiquei cheia de dívidas em relação a esses terminais eletrônicos informado pelo RONIMARCOS no último comentário. Você saberia informar mais a respeito desses terminais ? Quais são as perguntas feitas e como proceder?

      • Responder dezembro 4, 2017

        Fabio Angheben

        Olá Vanessa, tudo bem?

        Esse procedimento nas máquinas é só para cadastrar seu passaporte e as digitais, para adiantar o atendimento, porque obrigatoriamente você vai passar na entrevista com o oficial.

        Obrigado.

        • Responder dezembro 7, 2017

          Vanessa Senna

          muito obrigada !!!

      • Responder dezembro 5, 2017

        Ronimarcos Silva

        Olá Vanessa , esse terminal é igual um caixa eletrônico de banco , tudo tranquilo , vc vai escolher o idioma ( tem portugues ) , e seguir o passo a passo na tela , tipo insira seu passaporte, ai vem aquelas perguntas igual do formulário I- 95 , e vc vai marcando sim ou não ( geralmente tudo não ) , em seguida vai pedir para vc olhar para a câmera para fazer a foto ,. pronto , vai sair impresso um papel com seus dados e a foto , você coloca dentro do passaporte na pagina do visto e vai para a fila da imigração para passar pela entrevista. caso vc nunca foi ao EUA , vão colher suas digitais e fazer as perguntas de praxe a você . e tudo pronto, você estará oficialmente nos EUA .

  • Responder novembro 26, 2017

    Leo

    Oi Fábio, tudo bem?

    Primeiro de tudo, parabéns pelo conteúdo! Seu blog está sendo um verdadeiro guia para mim nos meus planos de viagens.

    Minha dúvida é: Estou indo para fazer intercâmbio em NY. Meu curso dura 3 meses, mas vou ficar 6 (1 antes e 2 depois, como permite o visto).
    Ficarei hospedado na casa de um amigo em Newark, mas estou com medo de falar isso, pois é uma cidade repleta de brasileiros e estou com medo de que isso seja mal interpretado. Vale a pena fazer reserva em um hostel para passar pela imigração?

    Outra dúvida é em relação ao dinheiro que devo levar. Meu pai, que está custeando a viagem, vai fazer depósitos mensais para mim, ou seja, não vou levar o dinheiro para passar os 6 meses todo de uma vez. Como devo dizer isso?

    Obrigado!

    • Responder novembro 27, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Leo, tudo bem?

      Agradeço muito sua mensagem e por acompanhar minhas experiências no blog.

      Você vai fazer intercâmbio com visto de estudante? Se sim, melhor você verificar com a empresa ou a escola, porque os cursos tem uma duração mínima permitida para não ser enquadrado como “visto de estudante”.

      Quanto a ficar hospedado em casa de amigo, caso esteja devidamente instalado no país, ele pode redigir uma carta-convite com os dados deles e informando que você vai ficar hospedado durante o período sob os cuidados dele.

      Quanto ao valor, você pode informar que o que está carregando no momento e que tem mais uma quantia no cartão de crédito, caso seja questionado.

      O importante é sempre dizer a verdade e responder de forma simples as perguntas, porque caso o oficial perceba alguma inconsistência pode fazer mais questionamentos.

      Obrigado.

  • Responder novembro 15, 2017

    Val

    Boa noite Fábio
    Vc me respondeu a pergunta que fiz anterior, na questão do meu trabalho, qdo terei o visto não trabalhava , se caso eu responda q não eles podem me questionar quem tá me custeando? Ou como vc disse q eles não tem acesso ao processo do meu divórcio e q ainda não troquei os documentos e viável disser que estou sendo custeado pelo meu marido? E o fato de estar indo sozinha sem filho o q digo ? Me ajude por favor !

    • Responder novembro 16, 2017

      Fabio Angheben

      Val, tudo bem?

      É muito difícil prever a cabeça de um oficial da imigração. Geralmente, o procedimento é muito simples.

      As perguntas tradicionais são: quanto você tem de dinheiro, onde vai ficar, quantos dias na cidade, qual o motivo da viagem?

      Por isso, você precisa ter dinheiro compatível para uma viagem, local para ficar hospedada e passagem de ida e volta para apresentar, caso seja questionada.

      Obrigado.

  • Responder novembro 14, 2017

    Val

    Boa noite Fábio, estou indo viajar para Nova York em janeiro, estou indo sozinha, vou ficar 15 dias estou divorcianda a pouco tempo , mas ainda não troquei meus documentos isso pode dar algum problema?
    Outra questão trabalho como autônoma, dou aulas de reforço escolar e tb trabalho como cabeleireira qual dessas profissicão e melhor informa ou apenas digo que seu autônoma?

    • Responder novembro 15, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Val, tudo bem?

      Acredito o seguinte, de os seus documentos ainda constam como casada, você não tem porque se preocupar, porque não há divergências na sua documentação e os EUA não tem acesso ao processo de divórcio para saber seu status de relacionamento.

      Quanto ao seu trabalho, você deve informar a mesma profissão de quando tirou o visto no Brasil. Responda de forma simples e sem muitas explicações, para não gerar mais questionamentos.

      Boa sorte e espero que tenha uma ótima viagem.

      Obrigado.

  • Responder novembro 12, 2017

    Clara Coelho

    oi Fabio, tudo bem,
    me tira uma grande duvida, ja comprei minha passagem para orlando, vou ficar do dia 11 de dezembro a 13 de fevereiro, aproximadamente 3 meses, irei ficar na casa do pai de uma amiga da minha mãe, ele é legalizado. sera que eu posso ir para a temida salinha por ficar 3 meses em orlando com visto de turista?? obs sou estudante e estou no 6 período e não falo Inglês.
    beijos desde ja muito obrigada

    • Responder novembro 12, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Clara, tudo bem?

      A maioria dos vistos para turista, concedido na entrevista, é para 6 meses de permanência nos EUA.

      Se você vai ficar na casa de um morador, recomendo que ele faça uma carta-convite com os dados dele, da residência, com o tempo que você vai ficar com ele e todos os dados que pode ajudar no momento da entrevista com o oficial da imigração.

      Assim, caso seja questionada por algo, você entrega essa carta em inglês para o oficial.

      Obrigado.

  • Responder novembro 11, 2017

    Rafael Just Fagundes

    Olá Fábio, eu e minha namorada estamos indo a NY em Fevereiro de 2018. Infelizmente pegamos passagens separadas por algumas horas, minha dúvida é a questão da reserva do Hotel, fiz em meu nome e para ela como ficaria? Faria uma nova reserva, infelizmente é o cancelamento né. Poderia me explicar? Como proceder?

    • Responder novembro 12, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Rafael, tudo bem?

      Ela pode levar o voucher reservado no seu nome, sem problemas, caso precise apresentar na entrevista.

      Geralmente, o oficial não solicita o voucher impresso do hotel, apenas o nome da hospedagem.

      Obrigado.

  • Responder outubro 30, 2017

    Ailton Azevedo

    Olá Fábio, vou viajar para Miami e ficar 9 dias com um grupo de amigos. As passagens já estão compradas e hotel reservado. Porém, meu cartão internacional não chegou e não sei se chega a tempo da viagem.
    Estou querendo levar U$ 2 mil dólares em dinheiro e mais alguma valor no cartão pré pago.
    Será que haverá algum problema na imigração se ou não estiver cartão de crédito?

    Obrigado.

    • Responder outubro 30, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Ailton, tudo bem?

      O cartão de crédito não é um item obrigatório para comprovar na entrevista.

      Para 9 dias você está levando um valor razoável em espécie que é suficiente caso haja questionamentos.

      Obrigado.

  • Responder outubro 27, 2017

    Sinival

    Boa noite Fabio. Gostaria que me esclarecesse sobre declaração de espécies, em dinheiro, no documento de imigração americana. Vamos 3 pessoais da família. Vou preencher somente um formulário para toda a família. Este é o entendimento. Quanto deve declarar em espécie, somente meus recursos, ou os meus e também os recursos dos meus outros dois familiares? Grato pela ajuda.

    • Responder outubro 29, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Sinival, tudo bem?

      Quando você preenche um formulário para a família inteira, tudo que é declarado é considerado para o grupo.

      No seu caso, você vai declarar todos os recursos em apenas um formulário.

      Obrigado.

  • Responder outubro 27, 2017

    Ronimarcos

    Bom dia Fábio. ja fui em nova york outras vezes e em outros estados americano e sempre foi tranquilo minha entrevista ., porem em Novembro estou indo com minha irmã que nunca foi aos EUA. na entrevista passaremos juntos por ser membros da mesma família , por ela estar indo a primeira vez, será que tem possibilidades de me questionarem muito sobre isso .

    Att Ronimarcos

    • Responder outubro 29, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Ronimarcos, tudo bem?

      Não acredito que terá problemas, porque se ela está indo como turista, como passagem de ida e volta, é só responder as perguntas que é o procedimento normal.

      Obrigado.

  • Responder outubro 24, 2017

    GABRIELA CÁSSIA

    Olá Fábio, tudo bem?

    Parabéns pelo blog!!!

    Uma dúvida, vou com meus filhos de 15 e 18 anos pra Orlando, mas só reservei o hotel lá para 4 noites, pois de lá vou pra fort lauderdale na casa da minha tia que mora legalmente no país, vamos ficar um total de 24 dias nos Est. Unidos, minha dúvida é:

    1- se eles me perguntarem onde vou ficar, qual resposta eu dou? Orlando (já que meu destino na ida é Orlando mesmo), porém somente 5 dias lá.

    2- ou o endereço da mina tia em Fort Lauderdale já que vou ficar mais dias lá e na minha passagem de volta está de Miami pro Brasil?

    Outra questão é que o meu visto e da meu filho são válidos pra 10 anos e da minha filha só deram pra 1 ano, isso pode nos prejudicar de alguma forma na imigração?

    OBS: eu já viajei sozinha pra Fort Laud em Dez/15, e lá a imigração foi tranquilo, mas em NY estou bem apreensiva por estar com meus filhos agora.

    Me ajuda por favor!!! 🙁

    • Responder outubro 25, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Gabriela, tudo bem?

      Geralmente, eles perguntam quantos dias você vai ficar no país e qual hotel, mas não confirmam o voucher de reserva.

      Se perguntarem diga que vai para Orlando e Miami, que é o trajeto que muitos brasileiros fazem todos os anos nos EUA.

      Na imigração você tem que afirmar que vai passar os dias de férias com os filhos, que esse é o itinerário comum de férias.

      Se eles concederam o visto para sua filha, mesmo que seja de 1 ano, sua filha está apta para viajar. Na entrevista, só afirmar que vão para Disney que é o sonho dos seus filhos.

      A imigração não é uma ciência exata, mas quanto menos “furos” você tem na sua viagem, mais fácil e tranquila será a entrevista.

      Obrigado.

      • Responder outubro 25, 2017

        Gabriela Cássia

        Bom dia Fábio, muito obrigada pela rapidez na resposta, rs.

        Você considera importante fazer o seguro saúde caso eles possam me perguntar se eu tenho?

        • Responder outubro 25, 2017

          Fabio Angheben

          Olá Gabriela,

          Na entrevista, eles não perguntam sobre seguro-viagem, porque não é um item obrigatório para entrar nos EUA. Só que considero fundamental, pelos custos absurdos dos procedimentos médicos no país.

          O seguro-viagem é importante para você e seus filhos, porque você tem coberturas de dezenas de itens importantes na sua viagem como despesas médicas, odontológica, extravio de malas, cancelamento da viagem, atraso do voo, assistência jurídica, entre outros diversos itens.

          O valor é tão baixo, para a quantidade de coberturas, que vale muito a pena. Faça uma cotação e veja quanto custa, vale a pena!

          Obrigado.

          • outubro 25, 2017

            Gabriela Cássia

            Você tem razão..muito obrigada!

            Tudo de bom pra vc.

  • Responder outubro 23, 2017

    Vanessa

    Olá!

    Estou pesquisando voos que fazem conexão no méxico.
    Ou seja, chegarei em NYC por um voo da AeroMexico.

    Você acha que o voo de origem faz diferença na imigração?

    Obrigada!

    • Responder outubro 23, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Vanessa, tudo bem?

      Acredito que não faça diferença, por se tratar apenas de uma conexão.

      Já fui para os EUA com voos pelo Panamá, México, Lima, Colombia e nunca tive problemas porque o país de origem sempre foi o Brasil.

      Obrigado.

  • Responder outubro 22, 2017

    João Guilherme

    Oi Fabio

    muito obrigado por todas as informações.

    Estou com dúvida sobre a questão do dinheiro. Vou ficar 5 dias em NY, estou pensando em levar em especie apenas pouco mais de $100, para as despesas pequenas, e pagar o grosso no cartão de crédito. Pode dar problema falar que usarei mais o cartão? Li num outro lugar que eles podem não confiar no cartão por não poderem checar o limite de crédito.

    Valeu!

    • Responder outubro 22, 2017

      Fabio Angheben

      Olá João Guilherme, tudo bem?

      Eu agradeço seu comentário no blog.

      A imigração não tem certo ou errado, apenas algumas recomendações para não ter problemas.

      Se o oficial questionar quanto de dinheiro você está levando e você responder apenas US$ 100 dólares, é capaz que ele ache estranho, porque é muito pouco para 5 dias em Nova York. A média é de US$ 100 a US$ 150 dólares por dia.

      O cartão também é uma forma de demonstrar que está levando dinheiro, mas não tem como comprovar, por isso que não é tão recomendado levar apenas essa forma de pagamento.

      Obrigado.

  • Responder outubro 19, 2017

    Mariana

    Olá Fábio! Irei para Nova York com minha filha de 14 anos e a amiga dela de também 14 anos. Minha dúvida é: na hora de passar pela entrevista, vamos todas juntas, ou só eu e minha filha? Porque li na sua publicação que amigos não vão na mesma cabine, mas ela é menor de idade.
    Obrigada e parabéns pelo seu blog!

    • Responder outubro 20, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Mariana, tudo bem?

      Obrigado pelo comentário. 🙂

      Nesse caso, como a amiga da sua filha é menor de idade, você é responsável por ela e deve passar todas na mesma entrevista.

      Obrigado.

  • Responder outubro 13, 2017

    Thais

    Fabio,

    mais uma duvida, irei com um casal de amigos, mas estaremos em voos diferentes. Ficarei na casa da tia deles em NJ. O que devo dizer quando perguntarem onde vou ficar? Posso dizer na casa de amigos? E se estou viajando com mais alguem? Digo que sim mas chegarão em outro voo? Se conheço alguem, digo que apenas essa tia do casal onde me hospedarei?

    • Responder outubro 16, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Thais, tudo bem?

      Caso questionada, você deve dizer que vai ficar na casa de amigos e tenha o endereço em mãos com demais dados dos amigos, caso o oficial da imigração queira saber mais informações.

      Obrigado.

  • Responder outubro 13, 2017

    Thais

    Ola Fabio! Muito bom seu blog . Tem me esclarecido muitas duvidas. Mas como é minha primeira vez vamos lá:

    – não falo ingles, isso esta me deixando um pouco insegura.
    – vou ficar em casa de amigos? Posso somente apresentar o nome e endereço? O que mais podem me perguntar? o que devo apresentar? Vc referenciou uma carta, tem o modelo?
    – qual seria a quantia ideal para dez dias?
    – Estou indo de ferias e sou Engenheira em Segurança no Trabalho numa empresa de energia. Devo dizer tudo isso ou basta engenheira?

    • Responder outubro 16, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Thais,

      Caso você não tenha segurança para falar inglês, pergunte se o oficial fala espanhol, porque é mais fácil de entender.

      Ele dificilmente vai pedir para apresentar o endereço, mas tenha em mãos, com os nomes dos residentes nos EUA e telefone, caso seja necessário para confirmação.

      A carta não tem um modelo, seus amigos podem escrever em inglês que você vai ficar na casa deles, informando os documentos deles, quantos dias você vai ficar e etc. e tudo tem que estar em conformidade ao que você responder no momento da entrevista.

      Quanto a sua profissão, diga apenas engenheira, não precisa explicar o que você faz.

      Obrigado.

  • Responder outubro 8, 2017

    MATHEUS XAVIER RANZETTI

    Olá, gostaria de lhe dar os parabéns elo conteúdo do blog

    minha duvida é: quando eles perguntarem minha profissão, caso eu tenha emprego oque devo responder a eles ?

    Obs: também não sou empresario, vivo financeiramente com dinheiro de herança.

    Atenciosamente

    • Responder outubro 8, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Matheus, tudo bem?

      Muito obrigado pela mensagem.

      Quando eles perguntam minha profissão digo sempre JORNALISTA, porque é a minha formação na sua faculdade.

      Por mais que você não tenha uma profissão atualmente, pode informar rapidamente sua formação na faculdade ou algum curso, por exemplo ENGENHEIRO, e não dar mais detalhes, porque eles não vão perguntar quais suas funções e o que faz na empresa.

      Obrigado.

  • Responder outubro 6, 2017

    Sérgio Lage

    Olá Fabio!

    Parabéns pelo conteúdo do texto, esclarece muitas dúvidas! Porém tenho algumas específicas.
    Vou fazer intercâmbio em Toronto/Canadá e tenho conexão em Nova Iorque, porém vou voltar pra Nova Iorque mais duas vezes durante o mesmo mês para assistir um show e depois para passar a virada de ano, eu preciso explicar isto quando eles perguntarem quanto tempo irei ficar já que só vou ficar realmente em outras ocasiões?

    Obrigado!

    • Responder outubro 8, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Sérgio, tudo bem?

      Muito obrigado pela mensagem.

      A entrevista de conexão será apenas para você ter uma passagem pelo aeroporto e seguir o seu destino para Toronto. Não recomendo informar nada além do seu destino final.

      Quando você for para os EUA e passar na imigração para entrada no país, aí você tem que informar o que vai fazer e quantos dias vai ficar. Porque você estará lá para visitar e não apenas de passagem.

      Espero ter ajudado.

      Obrigado.

  • Responder outubro 2, 2017

    Paula

    Olá Fábio!
    Muito pertinentes suas informações, o que já deixa a gente mais preparado para uma entrevista mais tranquila junto à imigração, ainda mais no meu caso que viajarei pela primeira vez.
    Então, tenho só mais uma dúvida e gostaria de saber se você saberia informar… o meu voo sai do RJ e tem como destino final NY, permanecendo por 4 dias. De lá pegarei um voo doméstico com destino Miami, e só deste último local que voltarei ao Brasil. Neste caso, como deverá ser o procedimento do voo doméstico? Chegando a Miami devo passar por uma nova imigração?
    Desde já agradeço!
    Abraços, Paula!

    • Responder outubro 2, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Paula, tudo bem?

      Muito obrigado pelo comentário. Muito bom saber que minhas dicas deixaram você mais tranquila.

      Quanto a entrevista da imigração, você faz apenas no aeroporto de entrada nos Estados Unidos. Depois disso, você pode pegar seu voo doméstico, e será necessário apenas passar no procedimento de segurança e na checagem dos documentos.

      Obrigado.

  • Responder setembro 25, 2017

    yasnaia

    adorei seu blog, muito bom!! Digo que é o melhor que já vi e li! Parabéns e obrigada pelas orientações

    • Responder setembro 25, 2017

      Fabio Angheben

      Muito obrigado Yasnaia, fico feliz que o blog está ajudando no seu planejamento. 🙂

  • Responder agosto 17, 2017

    Iracema Oliveira

    Nossa que fofo respodeu o meu textão rsrs… Obrigadaaa!!! Sanou tooodas as minhas dúvidas! Bj e que Deus o abençoe!

  • Responder agosto 16, 2017

    Iracema Oliveira

    Oi Fábio! Nossa adorando o blog! Vc explica tudo com muito zelo e carinho. Parabéns eTkanks! Apesar de vc ter sanado quase todas as minhas dúvidas, tenho algumas ainda rs.. Adoraria se pudesse me ajudar. Pretendo ir pra NY em 2018, no consulado pedi o visto de turista, disse que ficaria 10 dias e pretendo falar o msm na imigração, mas na vdd estou indo passar uma temporada na casa de uma amiga, vamos as dúvidas:

    – Qto tempo posso permanecer Legal no país? E depois, eles n implicam por eu não ter ficado os “10 dias”? Pq na vdd pretendo ir e voltar novamente.
    – Ainda não sei qto vou levar em dinheiro (mas já li aqui q n pode ultrapassar 10mil dolares), lá na hora eu preciso mostrar meu dinheiro?
    – Eu não uso cartão de crédito, não gosto msm e n pretendo fazer um, tem algum problema só ir com espécie?
    – Eu já fiz uma reserva pelo Booking e já imprimi o comprovante da reserva, só isso basta? Pq vou ficar na casa da minha amiga e n em hotel.
    – Ouvi dizer que eles perguntam pq a pessoa está viajando sozinha, isso é vdd? Se for, o que devo responder?? rs
    – Última dúvida rs… Como falo em inglês que sou Empreiteira?? Ou digo apenas que sou empresária, aiiin não sei como dizer isso em inglês, apnas digo que tenho uma empresa? Help me please!

    O seguro viagem… Depois de ler suas histórias já providenciarei! kkk
    Obgada e desculpe o textão rs… Bj e fique com Deus! 😉

    • Responder agosto 17, 2017

      Fabio Angheben

      Olá Iracema, tudo bem?

      Muito obrigado pela mensagem, fico feliz que as dicas estão ajudando no seu planejamento.

      Vamos as respostas:

      1) Quem determina quanto tempo você fiz no país é o oficial na entrevista, de acordo com as informações que você passar. O tempo máximo é de 6 meses, e geralmente eles concedem esse tempo.

      2) Eles nunca pedem para mostrar o dinheiro, ao menos que desconfiem de algo e façam uma entrevista mais detalhada, o que é caso de exceção.

      3) Pode levar apenas em espécie, muita gente também leva apenas em dinheiro.

      4) Eles vão perguntar onde você vai ficar, recomendo sempre falar a verdade. Se tem a reserva do Booking, fale o nome do hotel e coloque no formulário o endereço do hotel.

      5) Você deve sempre falar a verdade. Se está viajando sozinha, deve falar que sim e que está de férias. Responda de forma simples, sem muitas explicações.

      6) Quando perguntar da profissão você pode falar “Builder” que é como se fosse empreiteiro.

      Sim, faça o seguro viagem, porque você se previne e evita gastar dinheiro com custos médicos.

      Obrigado.

Leave a Reply