Raclette: o restaurante de queijos que é sucesso em Nova York

raclette

O restaurante Raclette é mais um daqueles fenômenos gastronômicos que surgem da noite para o dia e fazem muito sucesso em Nova York.

Esse pequeno local faz com que muitos turistas coloquem o East Village no roteiro apenas para experimentar os pratos que tem como destaque o queijo derretido.

Para quem não conhece, Raclette é um prato típico da Suíça, que é muito parecido com o tradicional fondue que conhecemos no Brasil, porém a preparação é diferente.

Trata-se de um processo de aquecimento do queijo e quando ele começa a derreter é hora de raspar -“racler” em francês – nos acompanhamentos para dar forma ao tradicional prato.

Parece simples, mas para tudo dar certo é preciso uma técnica especial para o derretimento e o queijo à base de leite de vaca cru. Mais fácil mesmo é ir até o restaurante Raclette em Nova York e aproveitar essa experiência.

 


RACLETTE NEW YORK


raclette

O restaurante Raclette está localizado East Village, que é um local da cidade pouco visitado pelos turistas, mas que tem uma vida cultural e gastronômica muita forte em Nova York.

É nessa região que ficam as principais baladas e bares frequentados pelos moradores.

Inclusive o primeiro pub de Nova York e o tradicional restaurante Kat’z Deli.

Andar pelo bairro é sempre muito curioso, porque cada portinha tem um restaurante com fila e pode ter certeza que é algo tradicional ou que caiu nas graças dos nova-iorquinos.

raclette

Já com o Raclette foram os turistas – inclui na lista também os brasileiros – que promoveram o status do local, que existe desde 2012, para um dos restaurantes mais concorridos da Big Apple.

Por isso, é altamente recomendável fazer uma reserva antecipada, porque é muito provável que nos horários mais movimentados tenha uma fila de espera na porta.

raclette

Eu fiz a reserva pelo RESY, que é um sites de reservas gratuito, o qual o restaurante está cadastrado. E, mesmo no horário e com nome na lista, aguardei 20 minutos para sentar à mesa.

Como o Raclette é muito pequeno, não tem mais do que 15 mesas, por isso é muito comum essa espera para sentar, o que não é problema.

raclette

Como queria conhecer o local e tinha me deslocado apenas para o restaurante, fiquei no balcão e aproveitei para degustar a cerveja indicada pelo garçom e conferir o processo artesanal de derretimento dos queijos.

A casa é bem aconchegante, com luz baixa para deixar a atmosfera bem intimista e garçons bem educados que explicam como funciona o cardápio, que é bem enxuto e simples.

raclette

E nem tinha razão de ter um cardápio gigante, porque as estrelas da casa são os “Raclettes” e 99% das pessoas que vão lá para experimentar.

A escolha foi pelo “Suisse/Complete”, o mais tradicional possível com batatas, picles, presunto cru, carne seca e salame($27).

Acompanha salada de rúcula e pães.

raclette

A funcionária apresentou os cinco tipos de queijos que podem ser derretidos em cima do prato escolhido e experimentamos o Classic Thermalized, que é o tradicional. Os pratos que tem os valores mais caros servem duas pessoas tranquilamente.

O ponto alto da casa é quando vem a comida e a garçonete começa a raspar o queijo em cima dos acompanhamentos.

O mais curioso é que todos param para olhar e filmar. Esse ritual se repete em todas as mesas, a todo instante e parece até um evento.

Caso queira fazer o mesmo, não tenha vergonha de filmar, porque os funcionários estão acostumados.

A combinação do queijo com as carnes defumadas é inexplicável. É de admirar com os suíços dos alpes sabem o que é bom para fugir do frio.

Quando estava quase para acabar os acompanhamentos, a funcionária perguntou se queria experimentar mais alguma opção de queijo e fiz a escolha pelo queijo trufado (+$3).

A trufa negra é bem forte, com sabor bem acentuado, diferente dos queijos mais tradicionais. Excelente combinação com o salame e com Viande séchée (uma espécie de carne defumada) que vem no  “Suisse/Complete”.

Em todas as opções, achei os valores bem justos pela experiência exclusiva do Raclette em Nova York.

raclette

O valor total da minha conta está um pouco acima por causa das cervejas e vinho.

Sim, aqueles 20 minutos a mais no balcão me custaram alguns bons dólares a mais, mas vale a pena porque tem muitas opções de bebidas que harmonizam bem com os queijos e carnes.

raclette

Agora sei porque o restaurante Raclette faz jus a sua fama, porque proporciona uma experiência única, um verdadeiro pedacinho da Suíça no East Village. Coisas que só tem em Nova York…

 


CHIP T-MOBILE COM INTERNET ILIMITADA

Compre o chip no Brasil com desconto de 10% e chegue nos EUA com internet no celular

 


DICA ESPECIAL


raclette

Se você não não conseguiu reservar o restaurante com antecedência ou não vai ter tempo de ir até o Raclette durante a sua viagem, existe uma outra opção.

Trata-se da barraquinha do Raclette na feira gastronômica Smorgasburg que acontece de abril a novembro, todos os sábados em Williamsburg e aos domingos no Prospect Park no Brooklyn.

Claro que não é a mesma experiência do restaurante, porque a feira é sempre movimentada e não tem lugar para sentar, mas é uma oportunidade de experimentar o tradicional prato suíço de forma mais simples e econômica.

Leia no blog: informações sobre a Smorgasburg.

 


INFORMAÇÕES


Raclette New York

Funcionamento:

Segunda – quinta: 12h às 23h
Sexta: 12h à 0h
Sábado: 11h à 0h
Domingo: 11h às 22h

Endereço:

511 East 12th Street

Como chegar:

Da Times Square, utilize a linha amarela (N,R,W) e desça na 14th Street (Union Square).

Faça a troca de metrô para a linha cinza (L) – Canarsie – Rockaway Pkwy.

Desça na estação 1AV e caminhe por mais 5 minutos (aproximadamente). 

 


Não deixe de colocar o restaurante Raclette no seu roteiro!

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário.

🙂


PLANEJAMENTO DE VIAGEM

INGRESSOS: entrada para as principais atrações em reais e 6 vezes sem juros.

CHIP: compre o chip no Brasi com 10% de desconto e chegue nos EUA com internet no celular.

SEGURO VIAGEM: faça uma cotação e contrate o seguro com 5% de desconto.

HOSPEDAGEM: lista dos hotéis mais reservados pelos brasileiros em Nova York.



Jornalista de formação e apaixonado por esportes americanos. O Dicas Nova York é o seu espaço para compartilhar informações e experiências, para que todos conheçam a Big Apple de um jeito diferente e descontraído.

Seja o primeiro a comentar