Guia prático: como funciona as gorjetas em Nova York

gorjetas

Até curioso criar um guia para falar sobre gorjetas, como são muitas dúvidas que surgem no dia a dia sobre esse assunto, resolvi explicar direitinho para ninguém passar vergonha em Nova York e serve também como boas práticas.

A “tip” (gorjeta ou caixinha para a gente) está institucionalizada na cidade. Por mais que não seja uma lei ou obrigação, é quase uma regra dar gorjetas para cada serviço prestado.

Essa tradição está muito ligada aos salários baixos que os funcionários de restaurantes, bares, motoristas e etc. recebem, por isso que a “tip” é uma forma de remunerar justamente o bom serviço e a cordialidade.

O “New Yorker” não tem dúvida, seja para um simples café, eles sempre pagam a “tip”.

Isso também porque o primeiro emprego de muita gente é sempre em um bar ou restaurante, então todos entendem que a gorjeta é um complemento importante do salário, muitas vezes maior do que sua remuneração mensal. Essa cultura de geração para geração.


QUAL O PERCENTUAL DA GORJETA?


Existem algumas diferenças entre a gorjeta em Nova York e o que estão acostumados.

No Brasil os 10% já estão incluídos na conta final e pagamos por esse serviço, referente ao trabalho realizado no bar, restaurante e etc.

Já em Nova York o percentual “sugerido” varia entre 15% e 20% do valor e não está incluso no valor final da conta.

Sim, parece absurdo esse percentual, mas é isso que eles estão acostumados e se você sugerir pagar menos do que 15% corre o risco de receber um tratamento não muito amistoso da pessoa que está atendendo, pois valores menores são vistos como insatisfação com o atendimento prestado e muitas vezes eles questionam isso.

Tanto que muitos turistas são até mal vistos por alguns estabelecimentos, por não seguir a regra de 15% a 20% para gorjetas.


COMO PAGAR A GORJETA?


Normalmente, ao solicitar a conta, vem uma carteira com um recibo e nele tem uma linha que você coloca à caneta o valor da gorjeta. Veja exemplo:


gorjetasEssa é a forma mais tradicional, o valor da “tip” adicionado e o dinheiro junto com a conta.

Ao utilizar o cartão de crédito, solicite a conta ao garçom, coloque o valor sugerido para a gorjeta e o valor final para pagamento (conta + gorjeta), deixe o cartão dentro da carteira e o valor em dinheiro da “tip”.

Dê preferência sempre em dar a “tip” em dinheiro e evite moedas. Não é regra também, mas faz parte da cultura local.

 

Já contratou o seu Seguro Viagem?

Cotação em mais de 10 seguradoras, com garantia de melhor preço e em até 12 vezes sem juros.

 


ONDE E QUANTO DAR DE GORJETA?


Bar – após solicitar e pagar pela bebida, deixe US$ 1 no balcão a cada solicitação, o barman vive de caixinhas.

Restaurante – aqui o “tip” é praxe, então calcule os 20% no valor total da conta. Quando o grupo é de 4 ou mais pessoas, geralmente o restaurante já calcula os 18% de “tip” como “gratuity included”. Nesses casos, incluir a “tip” é opcional, porque eles já estão cobrando pelo serviço. Veja no exemplo:


gorjetasConta com 18% de “gratuity included”

Outros restaurantes, como exemplo o Hooters, não tem nem a linha para incluir a “tip” então o melhor a fazer é calcular o percentual em cima do “Subtotal” e deixar o dinheiro na mesa com o recibo. Nesse caso, a “tip” foi de US$ 4. Veja no exemplo:

gorjetas

Táxi – parece absurdo, mas virou tradição, pague o valor da corrida e deixe 20% de “tip” para o motorista para não ouvir reclamação ou estragar sua corrida. Evite moedas, se o pagamento for no cartão de crédito, calcule os 20% e deixe em dinheiro para o taxista.

Transfer – Se o serviço já foi pago na operadora do serviço, o motorista conta com essa gorjeta a parte, o mínimo nesses casos é de US$ 5.

Hotel – o carregador de malas também recebe caixinha que varia conforme a quantidade de malas, sempre deixe US$ 3 a US$ 5 por mala.


COMO CALCULAR


No começo parece difícil calcular os 15% ou 20%, então utilize a calculadora do celular, assim fica mais fácil e evita constrangimentos.

Ao consultar um menu na porta do restaurante e o prato custar US$ 30, imagine que no final sairá US$ 36 (com 20% de tip). Evite surpresas no final da conta.

A minha dica é baixar o aplicativo “Tip Calculator”, nele é possível colocar quantas pessoas para dividir, o percentual da “tip” e o valor da conta.

Existem vários aplicativos disponíveis para Android, iPhone e Windows Phone, é só fazer o download e deixar no seu smartphone.

Esses aplicativos calculam a “tip” e também o valor total da conta. Simples e fácil!


PRECISO DAR GORJETAS EM TODOS OS SERVIÇOS?


Como disse anteriormente, a gorjeta faz parte da cultura do nova-iorquino.

Quando viajamos, por mais que sejamos apenas turistas e estamos apenas de passagem pela cidade, usufruímos dos serviços e dos hábitos locais, por isso faz parte integrar as tradições da cidade.

Nos Estados Unidos, diferentemente da Europa, as tradições estão enraizadas no capitalismo e no consumo, por isso que existem tantos outlets, lojas e lugares para compras, que enchem os olhos de tantos turistas do mundo inteiro.

A dica para ter uma viagem tranquila e sem imprevistos, é sempre calcular o seu orçamento já contabilizando as gorjetas no seu dia a dia.


Tem alguma dúvida sobre gorjetas / tips? Deixe sua mensagem que respondo!

🙂


DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM


HOSPEDAGEM | Ainda não reservou o hotel? Confira o guia completo "Onde ficar em Nova York".

SEGURO VIAGEM | Faça uma cotação com 5% de desconto e em até 12 vezes no cartão de crédito.

CHIP DE INTERNET | Fique conectado com internet ilimitada e aproveite o FRETE GRÁTIS.

INGRESSOS DAS ATRAÇÕES | Ingressos em reais (R$), sem IOF e em até 6 vezes no cartão.

Jornalista de formação e profissional de marketing com master pela ESPM de São Paulo.

Criador e redator no blog Dicas Nova York, coleciona experiências e histórias marcantes não só em Nova York, sua cidade, mas também de leste a oeste dos Estados Unidos.

O blog é uma paixão antiga e o espaço é utilizado para compartilhar informações e experiências na cidade, para que todos conheçam a Big Apple de um jeito diferente e descontraído.

Seja o primeiro a comentar