Grand Central Terminal: muito além do que uma estação de trem

Grand Central Terminal em Nova York

Inaugurado em 1913, o Grand Central Terminal é a maior estação ferroviária do mundo om 44 plataformas que atendem diversas regiões da costa leste americana.

Até aí tudo bem, mas por que visitar uma estação de trem?

Como tudo em Nova York é muito grandioso, é claro que a sua principal estação de trem não podia ficar para trás.

Chega até ser injusto chamar o local apenas de estação de trem, porque o Grand Central Terminal parece muito mais um shopping de luxo com diversas lojas, atrações e muitas outras coisas que vou contar aqui.

E o melhor de tudo, a visita ao Grand Central Terminal é grátis.


DECORAÇÃO


O local é uma atração turística que impressiona pela riqueza de detalhes na decoração desde o primeiro momento.

Do lado de fora, na fachada principal da 42nd Street, aproveite para fotografar e curtir a belíssima escultura “Transportation”, com o maior relógio de vidro da Tiffany do mundo.

gct_transportation

Escultura “Transportation” e relógio da Tiffany na entrada do Grand Central Terminal

Do lado de dentro é normal se impressionar com o luxuoso chão de mármore tão limpo e brilhante que dá até dó de pisar de tênis.

Mas não tenha dó, entre e olhe para o teto para curtir a pintura de céu estrelado que representa o Mar Mediterrâneo, com luminárias de ouro completando a decoração do ambiente.

Ah, também tem o relógio de quatro lados, que sem dúvidas é a minha decoração favorita.

A obra fica em cima da central de informações e dizem que o relógio vale mais de US$ 20 milhões de dólares.

Relógio de quatro lados em cima da Central de Informações

Relógio de quatro lados em cima da Central de Informações

 


WHISPERING GALLERY


Ao descer a rampa para o piso inferior, você vai ver muita gente em frente do restaurante “Oyster Bar Restaurant” conversando com o rosto virado para a parede.

Não estranhe, trata-se da Whispering Gallery ou galeria do sussurro, uma das curiosidades do local.

Devido à arquitetura da cúpula é possível que uma pessoa sussurre em uma das extremidades do arco e seja ouvida por outra pessoa no final do arco, que fica quase 15 metros de distância.

Isso graças à maneira que as ondas sonoras viajam dentro dessa cúpula e cheguem de forma clara e limpa, mesmo com o barulho das pessoas transitando no local.

É uma curiosidade boba, mas todo mundo quer testar.

Whispering Gallery

Cúpula da Whispering Gallery

Se quiser tentar, é o arco que tem a sinalização de “restrooms” em frente ao restaurante “Oyster”.


LOJAS


As lojas são uns dos grandes atrativos do Grand Central Terminal e responsáveis por uma grande parte dos turistas que circulam por lá.

São diversas lojas de marcas famosas.

Destaque para a incrível loja Apple Store toda aberta, e melhor de tudo, mais vazia que a loja da quinta avenida. A loja está localizada no andar superior, como se fosse um mezanino. Ah, como toda loja da Apple, tem wi-fi grátis para aproveitar!

Existem também outras lojas de roupas, acessórios, relógios e muito mais.

Clique aqui para consultar o PDF com a lista completa de lojas.

Apple Store do Grand Central Terminal

Apple Store do Grand Central Terminal localizada no mezanino

 


RESTAURANTES


Acredito que esse seja o grande destaque do Grand Central Terminal, pela variedade de restaurantes e fast-food que tem lá dentro. São mais de 30 opções.

Você vai encontrar a maioria deles no andar inferior do terminal, porém tem cervejaria, bakery e até uma lojinha do delicioso chocolate belga “Neuhaus” no piso principal.

Entre os restaurantes, destaque para o “Oyster Bar and Restaurant que pode ser chamado também de ostraria, porque seus pratos de destaque são os compostos com ostras.

Para quem gosta de frutos do mar é uma excelente indicação, com um cardápio bem vasto e preço acessível.

Se quiser comer algo rápido, tem uma pequena versão da Magnólia Bakery com seus famosos cupcakes decorados.

Se preferir comer o famoso hamburger do Shake Shack, também tem na estação. É um dos meus preferidos!

São tantas opções de qualidade, que fica até difícil listar todas aqui.

Clique aqui para consultar o PDF com a lista completa dos restaurantes e serviços disponíveis no local.

"Oyster bar and Restaurant" localizado no piso inferior do terminal

“Oyster bar and Restaurant” localizado no piso inferior do terminal

 


GRAND CENTRAL TERMINAL TOUR


Se quiser conhecer de detalhes toda a história do Grand Central Terminal, é oferecido um tour com guia especializado, que passeia por toda extensão do local explicando cada pedacinho.

O GCT Audio Tour tem aproximadamente 1 hora de duração.

Os grupos são limitados. Se quiser aproveitar esse tour, recomendo garantir seus ingressos antecipadamente.

Compre aqui o ingresso para o Grand Central Terminal Audio Tour

Valor: a partir de US$ 7 dólares.


LOCALIZAÇÃO E COMO CHEGAR


O Grand Central Terminal é muito acessível, e está localizado entre o Chrysler Building e o Bryant Park com diversas estações de metrô ao seu redor.

A entrada principal fica na 89 E 42nd St.

Utilize as linhas 4, 5, 6 e 7. Desça na estação Grand Central Terminal.




INFORMAÇÕES


Aberto diariamente das 5h30 às 2h.

As lojas e restaurantes funcionam em horários alternativos. Clique aqui para consultar.

Site oficial

www.grandcentralterminal.com


DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM


HOSPEDAGEM | Ainda não reservou o hotel? Confira o guia completo “Onde ficar em Nova York”.

SEGURO VIAGEM | Faça uma cotação e parcele em até 12 vezes no cartão de crédito.

CHIP DE INTERNET | Fique conectado com internet ilimitada e aproveite o FRETE GRÁTIS.

INGRESSOS DAS ATRAÇÕES | Ingressos em reais (R$), sem IOF e em até 6 vezes no cartão.


Comentários do Facebook

Jornalista de formação e profissional de marketing com master pela ESPM de São Paulo. Criador e redator no blog Dicas Nova York, coleciona experiências e histórias marcantes não só em Nova York, sua cidade, mas também de leste a oeste dos Estados Unidos. O blog é uma paixão antiga e o espaço é utilizado para compartilhar informações e experiências na cidade, para que todos conheçam a Big Apple de um jeito diferente e descontraído.

Seja o primeiro a comentar