Lembra do mapa? Ele ainda é um bom companheiro!

Com tablets, smartphones e etc., fica muito mais cômodo e seguro consultar um endereço sem se perder, mas o mapa é mais do que um amigo.

Ele está sempre lá, quando você precisa de ajuda.

Ele é enigmático, mas é só tentar decifrá-lo e vai encontrar o que precisa.

Pode ser “old school”, mas sempre uso mapa nas minhas viagens.

Veja acima, essa foto foi tirada em fevereiro de 2013 e as condições que ele ficou depois de 15 dias de uso.

Em Nova York, ele é quase indispensável para consultas rápidas, como por exemplo, qual estação de metrô é a mais próxima do local desejado.

O melhor de tudo que você encontra mapas (os mais simples) gratuitamente nas estações de metrô, hotéis, lojas, entre outros locais.

Se precisar de um mais detalhado, nas bancas de jornais e lojas de souveniers custam menos de US$ 7 doláres

Mesmo com tanta tecnologia e praticidade do celular, ainda é possível ver pessoas com mapas abertos no meio da rua e isso é a essência e o romantismo de viajar.

Está com dúvidas de como chegar em algum local? Recorra ao velho e bom mapa!

Comentários do Facebook

Jornalista de formação e profissional de marketing com master pela ESPM de São Paulo. Criador e redator no blog Dicas Nova York, coleciona experiências e histórias marcantes não só em Nova York, sua cidade, mas também de leste a oeste dos Estados Unidos. O blog é uma paixão antiga e o espaço é utilizado para compartilhar informações e experiências na cidade, para que todos conheçam a Big Apple de um jeito diferente e descontraído.

Seja o primeiro a comentar